Torcida organizada do Santos protesta no CT Rei Pelé e cobra resultados

Santos vive uma situação complicada no início de temporada com derrotas consecutivas na Libertadores e a chance de não disputar as finais do Paulsita

Fabrício Carvalho
Jornalista formado / Rio de Janeiro. Redator de notícias, artigos e relatos sobre futebol nacional e internacional, basquete e esportes americanos.

Crédito: Reprodução

Alguns membros de torcida organizada do Santos passaram a tarde no CT  Rei Pelé nesta sexta-feira (30) e conseguiram conversar com dirigentes e comissão técnica.

Os torcedores foram com o intuito de conversar com membros da diretoria para cobrar uma reação na equipe na Conmebol Libertadores e no Campeonato Paulista.

A Polícia Militar chegou a ser chamada para evitar que a situação não descambasse para algo pior, mas não precisou de intervenção nenhuma pois não houve violência no local.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Em foto divulgada nos perfis oficiais, a organizada “Sangue Jovem Santos F.C” disse ter sido responsável pela convocação da conversa no CT que contou com cerca de quinze torcedores.

Dentro de campo, o Santos precisa de uma reação rápida. Em dois jogos pela Libertadores, o Peixe perdeu para Barcelona-EQU e Boca Juniors, ocupando a lanterna do Grupo C com zero pontos.

Enquanto isso, no Paulistão, a equipe precisa reagir para alcançar as quartas de final pois está fora da zona de classificação neste momento com nove pontos conquistados no Grupo D.

Neste final de semana, o Santos terá pela frente o Red Bull Bragantino a partir das 20h deste sábado, dia 1º de maio, em confronto fora de casa. Na Libertadores, o próximo duelo nesta contra o The Strongest na terça-feira, dia 4 de maio, a partir das 19h15 na Vila Belmiro.

LEIA MAIS: