Abel Ferreira é “ignorado” em lista dos 50 melhores treinadores do mundo; veja relação que conta com Crespo

Técnico do Palmeiras venceu Libertadores e Copa do Brasil, mas não foi incluído no grupo

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Cesar Greco - Palmeiras

Em seu site, a revista inglesa “FourFourTwo“, uma das mais conceituadas do futebol, elegeu os 50 melhores treinadores do mundo. Dessa forma, o critério adotado pelo veículo acabou sendo os profissionais que estiveram empregados entre 2020 e 2021 e suas conquistas no período. Mesmo vencendo a Libertadores e a Copa do Brasil com o Palmeiras, Abel Ferreira foi “ignorado”, e nomes como Crespo e Marcelo Gallardo acabaram sendo incluídos na relação.

“Há aqueles treinadores que se destacaram no último ano ou mais – e pensamos em classificá-los. Nossa lista é determinada por alguns fatores: habilidade, é claro, assim como o quanto a equipe conquistou nos últimos 12 meses – independentemente dos recursos”, explicou a revista.

Dessa forma, o atual comandante do São Paulo foi o primeiro nome citado na lista. Apesar da carreira recente, Crespo vem ganhando elogios pelo seu estilo de jogo e tem chances de tirar o Tricolor de uma longa fila no Campeonato Paulista.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

“Crespo levou o Defensa y Justicia a um troféu pela primeira vez, vencendo a Copa Sul-Americana em janeiro – equivalente à Liga Europa – antes de se juntar ao São Paulo no mês seguinte. Crespo é influenciado pelo ex-técnico da seleção Marcelo Bielsa, incentivando um estilo de jogo agitado”, analisou a publicação.

Veja abaixo a relação completa e os respectivos clubes pelos quais os treinadores foram avaliados.

  • Crespo (Defensa y Justicia)
  • Thomas Frank (Brentford)
  • Adi Hutter (Eintracht Frankfurt)
  • Ronald Koeman (Barcelona)
  • Nuno Espírito Santo (Wolverhampton)
  • Ivan Juric (Verona)
  • Oliver Glasner (Wolfsburg)
  • Rafa Benítez (Dalian Yifang)
  • Jesse Marsch (RB Salzburg)
  • Dean Smith (Aston Villa)
  • Roberto De Zerbi (Sassuolo)
  • Scott Parker (Fulham)
  • Christian Streich (Freiburg)
  • Graham Potter (Brighton)
  • Jose Bordalás (Getafe)
  • Daniel Farke (Norwich)
  • Sean Dyche (Burnley)
  • Urs Fischer (Union Berlin)
  • David Moyes (West Ham)
  • Diego Martínez (Granada)
  • Marcelo Gallardo (River Plate)
  • Sergio Conceição (Porto)
  • Simone Inzaghi (Lazio)
  • Niko Kovac (Monaco)
  • Marcelino (Athletic Bilbao)
  • Paulo Fonseca (Roma)
  • Mikel Arteta (Arsenal)
  • Christophe Galtier (Lille)
  • Gennaro Gattuso (Napoli)
  • Zinedine Zidane (Real Madrid)
  • Erik ten Hag (Ajax)
  • José Mourinho (Tottenham)
  • Julen Lopetegui (Sevilla)
  • Stefano Pioli (Milan)
  • Ralph Hasenhuttl (Southampton)
  • Steven Gerrard (Rangers)
  • Carlo Ancelotti (Everton)
  • Ole Gunnar Solskjaer (Manchester United)
  • Marco Rose (Borussia M’Gladbach)
  • Marcelo Bielsa (Leeds)
  • Brendan Rodgers (Leicester)
  • Gian Piero Gasperini (Atalanta)
  • Mauricio Pochettino (PSG)
  • Thomas Tuchel (Chelsea)
  • Hans-Dieter Flick (Bayern de Munique)
  • Julian Nagelsmann (RB Leipzig)
  • Jurgen Klopp (Liverpool)
  • Diego Simeone (Atlético de Madrid)
  • Antonio Conte (Inter de Milão)
  • Pep Guardiola (Manchester City)

LEIA MAIS