CBF anuncia criação da Série A3 do Brasileirão Feminino

Através de seu site oficial, a CBF deu detalhes de como vai funcionar a nova Série A3 do Brasileirão Feminino, que já iniciará em 2022

Diego Lucio Castro de Oliveira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/CBF

O futebol feminino vem evoluindo no Brasil, e a cada dia que passa, a modalidade conta com novidades que vem atraindo cada vez mais fãs. Seja na transmissão dos campeonatos, ou nas fórmulas de disputa das competições. A ‘bola da vez’ nesta terça-feira(18), foi o anúncio da criação de uma terceira divisão nacional feminina: Brasileirão Série A3

Em seu site oficial, a CBF detalhou quais serão os critérios para seleção das equipes que participarão da nova competição.

Como funcionará o Brasileirão Feminino Série A3?

O Campeonato Brasileiro Feminino A-3 contará com um novo critério para a classificação dos clubes, incluindo representantes de todos os estados brasileiros e do Distrito Federal. Desta forma, serão os 27 campeões estaduais, somados aos 4 clubes melhores posicionados no Ranking Nacional de Clubes de Futebol Masculino de 2022 e 1 clube da federação melhor posicionada no Ranking Nacional de Federações de Futebol Feminino de 2022. Sendo assim, serão 32 equipes na disputa da Série A3.

Caso a equipe campeã estadual na temporada de 2021 já esteja classificada para a disputa do Campeonato Brasileiro Feminino A-1 ou A-2 de 2022, sua substituição se dará seguindo a ordem de classificação final do estadual que originou a vaga. No caso de desistência dos clubes classificados pelo Ranking Nacional de Clubes de Futebol Masculino de 2022, sua substituição se dará seguindo a classificação deste mesmo ranking.

Mudanças também na Série A2

A Série A2 do Brasileirão Feminino também mudará para 2022. Atualmente com 36 equipes, a segunda divisão da modalidade passará a ter apenas 16 clubes. A competição será composta pelos quatro rebaixados da Série A1, mais 12 equipes classificadas para as oitavas da Série A2 nesta temporada (5º ao 16º lugar).

Em resumo, as competições nacionais ficarão dessa forma:

Brasileirão Feminino Série A1:

16 Clubes Participantes
12 remanescentes do Brasileiro Feminino A-1 2021
4 clubes oriundos do Brasileiro Feminino A-2 2021

Formato: Grupo único em turno único, onde todos os clubes se enfrentam. Avançam para a 2ª fase os 8 melhores colocados, que jogam em sistema eliminatório, em ida e volta, até a final.

Brasileirão Feminino Série A2

16 Clubes Participantes
12 clubes classificados para as oitavas de final do Brasileiro Feminino A-2 2021
4 clubes oriundos do Brasileiro Feminino A-1 2020

Formato: 4 grupos de 4 clubes, jogam entre si em dois turnos. Avançam para a 2ª Fase os 8 melhores colocados (2 primeiros de cada grupo), que jogam em sistema eliminatório, em ida e volta, até a final.

Brasileirão Feminino Série A3

32 Clubes Participantes
27 campeões estaduais na modalidade em 2020/21;
4 clubes oriundos do Ranking Nacional de Clubes 2022 (Masculino);
1 clubes oriundo do Ranking Nacional de Federações de Futebol Feminino de 2022;

Formato: Primeira fase com jogos de ida e volta, caso no primeiro duelo a equipe não perca de 3 a 0. Avançam para a 2ª Fase as 16 equipes vitoriosas no duelo. Todos jogam em sistema eliminatório, em ida e volta, até a final.

Siga o Torcedores no Instagram e no Twitter

VEJA TAMBÉM:
Conheça as narradoras do Brasileirão feminino

UEFA Champions League: Barcelona x PSG coloca ESPN na 1ª posição na TV fechada

Confira a classificação atualizada do Brasileiro Feminino após a 8ª rodada