Dedé tem liminar negada para rescindir contrato com o Cruzeiro

Juiz de primeira instância negou pedido do zagueiro para quebrar vínculo com a Raposa; laudo de perícia diz que atleta está ‘apto’ para treinar

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Vinnicius Silva / Cruzeiro

A primeira tentativa de Dedé para rescindir seu contrato com o Cruzeiro após o laudo que o libera para treinar não rendeu sucesso. Uma liminar na primeira instância foi rejeitada pelo juiz, segundo informação do Globoesporte.com

O pedido de tutela antecipada pedido pelo zagueiro foi negado pelo juiz Fábio Gonzaga de Carvalho, da 48ª Vara do Trabalho, em decisão publicada neste sábado (22). A decisão se deu porque o magistrado ordenou que a defesa do jogador apresente à segunda instância as provas conseguidas da liberação para participar de treinos motivada por uma perícia realizada no atleta. Foi nesta que o defensor cruzeirense teve a liminar revogada.

Nesta semana, Dedé foi considerado ‘apto’ para participar de treinamentos depois de passar por perícia médica. Esta esteve ligada a uma alegação do Cruzeiro de que o jogador recebia benefícios previdenciários por estar ‘inapto ao trabalho’ devido à recuperação de cirurgia.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

No laudo, o zagueiro foi liberado para treinar e sua participação futura em jogos só seria permitida se comprovar em treinos que pode desempenhar sua função. O documento foi anexado ao processo que move contra a Raposa pedindo a rescisão de seu contrato com o clube.

Dedé conseguiu uma liminar em fevereiro o liberando para deixar o clube, mas o Cruzeiro conseguiu reverter a decisão alegando que o atleta não tinha ‘capacidade laboral’ para jogar no momento, o que gerou toda a polêmica.

LEIA MAIS

Cruzeiro empata em jogo-treino e Conceição vê time ‘pronto’ para Série B

“Se o Cruzeiro tivesse dono, não estaria nessa situação”, afirma ex-dono de time da MLS