Perícia ‘libera’ Dedé para jogar e zagueiro volta a tentar rescisão com Cruzeiro

Relatório diz que zagueiro está ‘apto para jogar’ e poderá influir em decisão para liberar contrato com a Raposa

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Divulgação/Cruzeiro

Dedé pode ficar mais próximo de rescindir seu contrato com o Cruzeiro. De acordo com o Globoesporte.com, a perícia médica feita pelo jogador o declarou ‘apto’ para jogar futebol e poder retornar aos gramados.

A perícia foi feita como parte do processo que move contra a Raposa para rescindir seu contrato com o clube e assinar com outra equipe. No entanto, segundo o laudo, o retorno do zagueiro não deverá ser rápido, já que terá que comprovar evolução em treinamentos para ser liberado definitivamente para jogar.

“O Perito Oficial considera que o Autor está apto ao retorno aos treinamentos individuais e coletivos no sentido de recuperar ritmo de jogo. Uma vez que está afastado das competições oficiais há 18 meses, o retorno deve ser gradual. Avaliação de recuperação de condição de jogo para o retorno ao time em competições dependerá do desempenho do autor nos treinos”, diz o relatório da perícia.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Fora dos gramados desde o final de 2019, por causa de uma lesão no joelho que demandou cirurgia, Dedé entrou com ação trabalhista contra o Cruzeiro pedindo R$ 35 milhões do clube e a rescisão de seu contrato. Uma liminar favorável ao zagueiro foi dada em fevereiro, mas o clube conseguiu um mandado revertendo a decisão alegando que o jogador não tinha condições de atuar e que recebia benefícios previdenciários decorrentes da lesão.

Com isso, foi solicitada a perícia para averiguar se o zagueiro teria ou não ‘capacidade laboral’ (isto é, se poderia jogar ou não). O laudo do perito será anexado ao processo que busca a rescisão de contrato do jogador com a Raposa.

LEIA MAIS

Manchester United pode ficar mais próximo de contratar Haaland