Em bate-papo com fãs, Geromel cita melhor amigo no Grêmio, fala sobre virar dirigente e celebra resgate do orgulho da torcida

Ao completar 300 jogos pelo clube, Geromel estrelou um quadro na Grêmio TV respondendo perguntas dos fãs

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Após fechar 300 jogos pelo Grêmio na vitória de domingo por 2×0 sobre o Caxias no Gauchão, na Arena, pela semifinal, Geromel gravou à TV do clube um bate-papo respondendo perguntas enviadas por fãs e não surpreendeu quando foi questionado sobre quem seria o atleta mais próximo a ele no elenco: Kannemann.

“É o Kannemann”, confirmou Geromel, que também falou de alguns dos aprendizados depois de tantos anos de convivência:

“Ele me ensinou que, se a gente tiver mais vontade que o adversário, a qualidade faz a diferença. Ele fala que o futebol argentino é muito assim. E foi assim que vencemos a Libertadores”

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Virar dirigente?

Com contrato até o final de 2022 e 35 anos de idade, Geromel ainda não traça planos futuros e garante quer viver apenas o agora. Trabalhar no clube em outra função, algo já ventilado até pelo presidente Romildo Bolzan, ainda não passa pela sua cabeça.

“Eu sou um cara que vivo o hoje, o próximo jogo, depois o próximo. Vivo semanalmente, digamos assim. Depois, o que vai acontecer eu não posso responder agora”, despistou.

Geromel fala do resgate do orgulho da torcida do Grêmio

Para Geromel, a sua “maior satisfação” nesses quase sete anos de Grêmio é o “resgate do orgulho” da torcida após os grandes títulos, como Copa do Brasil e Libertadores, voltarem a ser conquistados. Como chegou entre 2013 e 2014, o atleta sentiu na pele o sofrimento do longo jejum de grandes títulos.

“Maior satisfação foi poder tirar esse jejum da torcida. Quando cheguei, eu já tinha uma filha. Ela ia pro colégio e tinha os amigos. Os pais me diziam que tentavam fazer os filhos serem gremistas, mas que eles nunca tinham comemorado títulos. Ter tido a oportunidade de conseguir isso é a maior satisfação. Acho muito legal ter resgatado o orgulho de ser gremista. Para mim é a maior satisfação”, acrescentou.

Com o capitão em campo, o Grêmio volta a jogar no domingo, 16h, diante do Inter, fora de casa, pela ida da final estadual.

LEIA MAIS:

Douglas Costa responde torcedor do Grêmio que mandou “aprender com Taison” sobre retornar ao Brasil

Maicon se irrita e ironiza suposta informação sobre os três salários mais altos do Grêmio: “Quanta besteira falam”

Siga o autor:

No Instagram

No YouTube