Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Joel Santana dispara: “O time do Vasco é vagabundo, não serve para p… nenhuma”

Ex-treinador do Gigante da Colina ainda criticou o trabalho do técnico do São Paulo

Rogério Araujo
Jornalista formado pelo Centro Universitário de Brasília - UNICEUB. Colaborador do Torcedores desde 2017. Dono do canal Séries e Filmes no Instagram.

Crédito: Reprodução/SporTV

Joel Santana disparou críticas ao atual momento do Vasco. O clube carioca estreou na Série B deste ano perdendo por 2 a 0 para o Operário. O jogo foi neste sábado. Além do Cruzmaltino, Joel criticou os outros times cariocas.

Aniversário CLUBE EXTRA

Clique e veja as melhores promoções!

“Fui na TV Vasco [canal de YouTube oficial do clube] e quiseram me dar de pau. O Time do Vasco é vagabundo, não serve para p… nenhuma. Os caras ficaram p… Ontem tomaram uma porrada de 2 a 0 [para o Operário-PR, na estreia na Série B]. Botafogo chorou para empatar [com o Vila Nova] Os times do Rio estão caidinhos. Fluminense está respirando por aparelhos. E o pessoal não quer que a gente fale nada”, afirmou ele em entrevista à Rádio Bandeirantes.

O técnico também ironizou Hernán Crespo, treinador do São Paulo, e lamentou o empate do time na estreia do Campeonato Brasileiro. O Tricolor ficou no zero a zero com o Fluminense, no Morumbi.

“Fiquei decepcionado com o São Paulo [no jogo contra o Fluminense, na primeira rodada do Brasileirão; jogo ficou no 0 a 0]. Eu estava esperando outra coisa do São Paulo. Esse tal de Crespo parecia que era a rainha da escola de samba. Não vi nada, p… nenhuma. [Leu que] ‘Crespo ficou surpreso com a supremacia tática do Fluminense’. O Fluminense não fez p… nenhuma. Se o Fred joga, ganha do São Paulo dentro do Morumbi”, disparou Joel Santana, que também negou que esteja ultrapassado:

“É a cultura do Brasil. Só no Brasil você encontra isso. Aqui quando você está mais experiente eles dizem que está velho, superado, gagá. Eu tenho 30 anos de futebol, trabalhei em não sei quantos clubes, perdi a conta. Rodei o mundo. “Eles [dirigentes] não têm vontade de falar com o Joel. Na maioria dos clubes tem cara que gosta dar pitaco. Ou você é presidente ou é treinador de futebol. Mas eles têm mania de treinador, de botar os jogadores que gostam.”

LEIA MAIS:

As melhores notícias de esportes, direto para você