Jorge Jesus avalia “guarda de honra” para o Sporting: “Venci três vezes o campeonato e ninguém fez para mim”

Treinador indicou que o gesto não será feito no duelo entre Benfica x Sporting

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Reprodução

Após o Sporting conquistar o Campeonato Português, os Leões buscam encerrar a competição de forma invicta. Dessa forma, o próximo compromisso será diante do Benfica, que busca conquistar vaga direta para a Champions League. Antes da partida, marcada para sábado (15), Jorge Jesus indicou que os Encarnados não vão fazer a “guarda de honra”, gesto tradicional em outros países, em que o campeão nacional é aplaudido antes de entrar em campo.

“Isto não é por aquilo que acho, é por aquilo que é tradição em Portugal. Felizmente posso dizer que já venci três vezes o campeonato em Portugal e ninguém me fez guarda de honra. É normal dar os parabéns, algo que eu já fiz”, declarou.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

EXPECTATIVA PARA O CLÁSSICO

Além disso, Jorge Jesus lamentou o fato do clássico não poder contar com a presença do público. Mesmo assim, ele garantiu que o Benfica vai entrar em campo buscando quebrar a invencibilidade do Sporting, e torce para que a arbitragem não se destaque por erros.

“Um dérbi é sempre apaixonante, este ano não será tanto porque não há torcedores, é um dos fatores que tiram muito ou quase a totalidade da paixão ao futebol. Estou habituado aos dérbis, vai ser um jogo emotivo, como sempre, um jogo equilibrado, independentemente dos objetivos do momento de Sporting e Benfica, é um jogo com responsabilidade acrescida, como todos os jogos que o Benfica tem de jogar até ao fim. Que seja um bom jogo, jogado pelas três equipes, incluindo a de arbitragem, que contém o VAR. Que seja um jogo sem casos. Que o Benfica jogue dentro daquilo que sei que tem capacidade para fazer“, completou.

LEIA MAIS