Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Lewis Hamilton apoia protestos contra Bolsonaro: “meu coração está com vocês”

Piloto da Mercedes-AMG mostrou sua solidariedade aos protestos que foram realizados contra Bolsonaro no último sábado (29)

Flavio Souza
Desde 2006 escrevo sobre esportes em geral e participo do site Torcedores.com desde dezembro de 2018, onde exerço função de Colaborador Sênior.Atualmente meu foco é no futebol brasileiro e internacional, mas procuro falar sobre outras modalidades, como esportes olímpicos, por exemplo.Meu foco é trazer informações relevantes sobre os clubes fora de campo, como entrevistas, análises financeiras, desempenho das equipes em redes sociais e análises táticas.

Crédito: Reprodução / Instagram oficial Lewis Hamilton

Lewis Hamilton é conhecido por sua postura em relação a assuntos polêmicos. Um dos principais nomes da história da Fórmula 1 costuma se posicionar e mostrar toda sua consciência social. O caso mais recente envolve o que está acontecendo no Brasil.

Através de publicação em seus stories do Instagram, o piloto repostou um vídeo de um dos vários protestos que acontecera no Brasil recentemente contra Bolsonaro. “Meu coração está com vocês Brasil”, diz a legenda postada por Hamilton.

 

Ações de Lewis Hamilton

O piloto busca sempre usar seu nome e engajamento social para colocar em debate ações e movimentos sociais. Com a Fórmula 1 interrompida por conta do Covid-19 e em meio aos protestos pelo assassinato de George Floyd em todo o mundo, Hamilton foi para a rua protestar, em Londres. Além disso, ele cobrou de forma pública que o mundo da Fórmula 1 e suas estrelas se posicionassem contra o racismo.

Em outro momento, Hamilton utilizou suas redes sociais para ilustrar casos de violência policial nos Estados Unidos. Na época ele usou a frase “vocês são uma desgraça” para expressar seu descontentamento. Vale lembrar que o piloto foi responsável por liderar movimentos contra o racismo na Fórmula 1 nos meses seguintes.

Sua postura de se ajoelhar antes de cara corrida chamou atenção no mundo. Inclusive com a companhia de boa parte do grid nesta ação, além de usar camisas e máscaras referentes ao movimento ‘Vidas Pretas Importam’ estampado.

Outro momento marcante foi no GP da Toscana. Na ocasião, Hamilton foi ao pódio com uma camisa que dizia “prenda os policiais que mataram Breonna Taylor”, em outro caso de assassinato por violência policial em 2020.

LEIA MAIS:

F1: figura histórica morre aos 81 anos

Fórmula 1: Chefão da Red Bull ameaça Mercedes