Libertadores terá primeira equipe de arbitragem só com mulheres

Os espectadores estarão atentos na arbitragem no próximo jogo.

Giselle Pessôa
Colaborador do Torcedores

Crédito: Rodrigo Corsi

As equipes classificadas para a próxima etapa da Libertadores, pelo grupo F, já estão definidas. Atualmente Palmeiras (BRA), com 12 pontos e Defensa Y Justicia, com 8 pontos, já estão classificados numericamente, mesmo com a derrota. Entretanto, no dia 27 de maio, a disputa entre Defensa Y Justicia (ARG) e Independiente Del Valle (ECA) já entrou para a história do futebol sul-americano, pois, nessa partida a arbitragem terá somente mulheres.

Essa equipe será liderada pela brasileira Edina Alves e contará com as auxiliares Neuza Back (BRA) e Cindy Nahuelcoy (CHI), a 4ª árbitra Maria Belen Carvajal (CHI), no VAR terá Ana Paula Oliveira (BRA) e a assessora de arbitragem Sabrina Lois (ARG).

Alves e Back já fizeram história em outras partidas

Alves e Back participaram da equipe de arbitragem do dérbi pela primeira fase do Campeonato Paulista que terminou em empate, o jogo teve oito impedimentos e um gol anulado. A árbitra foi elogiada pela sua postura no jogo por sua liderança e acertos na partida, ela não se deixou influenciar por estar apitando uma das maiores rivalidades do futebol paulista e do Brasil.

Na disputa pelo quinto colocado do Mundial de Clubes , no Catar, a partida entre Al Duhail (Catar) e Ulsan (Coréia do Sul) foi apitado por Edina e, também contou com a participação de Neuza Back. Com mais de 100 jogos como auxiliar, Back foi a primeira brasileira a ser escalada em uma partida internacional pela Sul-Americana.

Neuza Back (Crédito: Rodrigo Corsi)

Ambas também foram escaladas pela FIFA para as Olimpíadas de Tóquio, Edina como árbitra e Back como auxiliar, a arbitragem feminina está sendo reconhecida e a participação delas em campeonatos e em grandes torneios já está em 16,8% em 2020 enquanto em 2009 eram somente 4,9%, em 2019 a Confederação Brasileira de Futebol já contava com 17 árbitras, a tendência é que esse número só cresça com o passar dos anos.

LEIA MAIS

Morre Sándor Puhl, árbitro que apitou final entre Brasil x Itália na Copa de 94

Confira quais são as competições de futebol feminino nacional em 2022