Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Eurocopa: 7 jogadores brasileiros naturalizados que vão disputar a competição em 2021

Entre os nomes convocados, Thiago Alcântara, da Espanha, é o jogador de maior destaque

Danielle Barbosa
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Aitor Alcalde/Getty Images

As 24 seleções que vão disputar a Eurocopa 2020 nesta temporada, com um ano de atraso por causa da pandemia do coronavírus, definiram seus jogadores convocados e, apesar do Brasil não disputar a competição, alguns brasileiros terão a oportunidade de disputar o título do torneio – ao todo, sete jogadores nascidos no país estarão representando equipes europeias.

Com três atletas, a seleção italiana é o país com mais jogadores brasileiros naturalizados. São eles: o zagueiro Rafael Tolói, que iniciou carreira no São Paulo, passou pelo Santos e atualmente defende a Atalanta; o lateral-esquerdo Emerson Palmieri, atualmente no Chelsea, mas que iniciou a carreira no Santos, junto com Neymar e Ganso, e ainda acumula passagens por Palermo e Roma; por fim, o nome de maior destaque é o do volante Jorginho, que apesar de ter nascido no Brasil, nunca jogou no país – o meio-campista iniciou carreira no Verona, ganhou destaque no Napoli e atualmente é peça fundamental do Chelsea.

A Espanha, que entra na disputa da Eurocopa como uma das seleções candidatas ao título, terá no comando do meio-campo Thiago Alcântara, hoje no Liverpool. Filho do tetracampeão mundial Mazinho, o jogador passou pela base do Flamengo, mas nunca atuou profissionalmente no Brasil e iniciou a carreira no Barcelona. Ao contrário do irmão, Rafinha, que optou por buscar uma vaga na seleção brasileira, Thiago assumiu o protagonismo – e a camisa 10 – da ‘La Roja’.

Portugal, atual campeã da Eurocopa e liderada por Cristiano Ronaldo, terá em seu elenco o experiente zagueiro Pepe, de 38 anos e que atualmente defende o Porto, mas acumula passagens por Besiktas, Real Madrid e Marítimo. O defensor iniciou carreira em meados dos anos 90 no Corinthians Alagoano, mas nunca atuou profissionalmente no Brasil.

Outros dois brasileiros que também vão disputar a Eurocopa em 2021 são: Mário Fernandes, lateral-direito do CSKA Moscou que iniciou carreira no Grêmio, mas optou por defender a seleção da Rússia, e o meia Marlos, revelado pelo Coritiba e com passagem pelo São Paulo, mas que ganhou maior destaque com a camisa do Shakhtar Donetsk, e até por isso se naturalizou ucraniano.

Veja o desempenho de cada brasileiros naturalizado europeu por suas respectivas seleções:

Thiago Alcântara (Espanha) – 41 jogos e 2 gols (estreia profissional em agosto de 2011)
Jorginho (Itália) – 27 jogos e 5 gols (estreia em março de 2016)
Emerson Palmieri (Itália) – 14 jogos e nenhum gol (estreia em setembro de 2016)
Rafael Tolói (Itália) – 2 jogos e nenhum gol (estreia em março de 2021)
Pepe (Portugal) – 113 jogos e 7 gols (estreia em novembro de 2007)
Mário Fernandes (Rússia) – 28 jogos e 5 gols (estreia em outubro de 2017)
Marlos (Ucrânia) – 23 jogos e 1 gol (estreia em outubro de 2017)

LEIA MAIS:
Thiago Alcântara, Jorginho … 7 jogadores brasileiros naturalizados que teriam espaço na seleção do Tite
Técnico da seleção espanhola, Luis Enrique convoca 24 jogadores para disputar a Eurocopa e deixa Sérgio Ramos de fora

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes