Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Argentina faz bom primeiro tempo e supera Uruguai no Mané Garrincha

Argentina conquista vitória diante do Uruguai com herói improvável e atuação consideravelmente superior no primeiro tempo

Fabrício Carvalho
Jornalista formado / Rio de Janeiro. Redator de notícias, artigos e relatos sobre futebol nacional e internacional, basquete e esportes americanos.

Crédito: Reprodução/Seleção Argentina

Em jogo disputado no Estádio Mané Garrincha nesta sexta-feira (18), a Argentina venceu o Uruguai por 1 a 0 no Grupo B da Copa América.

Os argentinos construíram boas chances na primeira etapa e rapidamente chegaram ao gol com Guido Rodriguez, na assistência de Lionel Messi.

Porém, o segundo tempo foi morno com falta de inspiração para as duas equipes. Argentina tentando explorar contra-ataques e Uruguai com falta de espaço para construir acabou travando muito o jogo.

Com a vitória, a seleção argentina chegou a quatro pontos em dois jogos disputados no Grupo B, assumindo a vice-liderança, enquanto o Uruguai segue zerado depois de um jogo disputado.

Primeiro tempo

O Uruguai começando tocando a bola no campo ofensivo enquanto os argentinos acompanhava de longe na marcação compacta no 4-4-2. Porém, logo os argentinos  tomaram controle da partida com as principais chegadas do primeiro tempo.

Aos sete minutos, o primeiro lance de perigo na jogada individual de Lionel Messi elo lado direito, chutando na entrada da área e parando na boa defesa de Muslera. Na sobra, Lautaro Martínez apareceu na área mas chutou para fora.

Em seguida, De Paul fez o levantamento na área e Otamendi cabeceou com liberdade, exigindo a segunda boa defesa de Muslera no jogo.

A pressão logo deu resultado e a Argentina abriu o placar aos doze minutos. Na cobrança de escanteio, Messi limpou a marcação, cruzou na área e encontrou Guido Rodríguez de cabeça em bola que bateu na trave antes de entrar, aos doze minutos.

Os uruguaios tentaram construir mais trocando passes buscando espaços, mas a defesa argentina estava bem postada. Aos 18′, Giménez errou a marcação dentro da área e entrou a bola para Lautaro Martínez chegar chutando e assustar o goleiro Muslera.

Em lance polêmico, Cavani foi derrubado no contato com Otamendi dentro da área aos 27′. O árbitro Wilton Pereira Sampaio mandou o jogo seguir e o VAR não foi acionado, em lance que dividiu a opinião da torcida nas redes sociais.

Os argentinos aproveitaram a situação e tentaram sair no contra-ataque com Messi arrancando buscando Molina logo à frente, que chutou firme na entrada da área e parou em outra grande defesa de Muslera. Depois disso, o VAR foi acionado para rever possível pênalti ao Uruguai mas o jogo prosseguiu após a checagem.

No último lance do primeiro tempo, o Uruguai tentou com De La Cruz cruzando na área onde Torreira aproveitou a tentativa frustrada de Rodríguez cortar a bola. O uruguaio conseguiu chutar mas mandou a bola longe do gol.

Segundo tempo

A segunda etapa foi mais truncada e menos intensa do que o primeiro tempo, com uma Argentina mais fechada sem conseguir contra-ataques e sem a mesma velocidade para armar jogadas desde o início do campo. Palacios e Joaquín Correa entraram nos lugares de Lo Celso e Lautaro Martínez.

De La Cruz e Messi foram os principais responsáveis por tentar jogadas pelos argentinos na primeira parte do segundo tempo, enquanto os lances uruguaios ficavam concentrados em Luís Suárez, que foi pouco participativo na partida.

Depois de tentativas pouco incisivas, o Uruguai finalmente chegou aos 24′ do segundo tempo. No cruzamento de Viña pelo lado esquerdo, Cavani e Suárez se aproximaram da pequena área, mas nenhum dos dois conseguiu alcançar a bola.

Messi apareceu mais na reta final do segundo tempo. Aos 32′, invadiu a área e puxou os marcadores uruguaios para finalizar, nas não achou espaço e rolou para Di María chutar de primeira, em bola que explodiu na defesa adversária.

Já na reta final de partida, Messi avançou pelo meio-campo e novamente passou por diversos marcadores até ser derrubado na entrada da área. Na cobrança de falta, a bola explodiu na barreira e os argentinos reclamaram de pênalti. O árbitro novamente mandou seguir.

Os uruguaios até ameaçaram nos acréscimos, mas a chance final foi da Argentina com jogada individual de Dí Maria, parando na defesa em dois tempos do goleiro Muslera.

FICHA TÉCNICA
ARGENTINA 1-0 URUGUAI

Data: 18/06/2021, 21:00
Estádio: Estádio Nacional Mane Garrincha
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Brasil)

Gols: 1T 12′ Guido Rodríguez (Argentina)

Substituições – Argentina: Palacios (Lo Celso); Joaquín Correa (Lautaro Martínez); Dí Maria (Nicolás González); Pezzella (De Paul)

Substituições – Uruguai:  Vecino (Torreira) ; Ocampo (De La Cruz); Facundo Torres (Giovanni González); Gorriarán (Valverde)

Argentina (4-3-3): Emiiano Martínez; Molina, Cristian Romero, Nicolás Otamendi, Marcos Acuña; Rodrigo de Paul, Guido Rodríguez, Giovani Lo Celso; Lionel Messi, Lautaro Martínez, Nicolás González. Técnico: Lionel Scaloni

Uruguai (4-4-2): Fernando Muslera; Giovanni González, José Gimenéz, Diego Godín, Matías Viña; Federico Valverde, Rodrigo Bentancurm, Lucas Torreira, Nicolás de la Cruz; Luis Suárez, Edinson Cavani. Técnico: Óscar Tabárez

LEIA MAIS