Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Carlos Bilardo, técnico da Argentina campeã em 1986, ainda não sabe que Maradona morreu

Bilardo e Maradona eram muito amigos e fizeram uma dupla de sucesso na seleção argentina, além de Sevilla e Boca Juniors. Uma briga os afastou, em 2010

Mário André Monteiro
Jornalista com passagens por Portal iG, Fox Sports e Osasco Audax. Atualmente editor do Alemanha FC (http://www.alemanhafc.com.br). No Twitter: @alemao_mario e no Instagram: @marioalemao

Crédito: Reprodução / La Nacion

Diego Armando Maradona morreu no mês de novembro de 2020, causando uma comoção no mundo do futebol e, principalmente, na população da Argentina. Ele estava com 60 anos de idade.

Porém, uma das pessoas mais próximas a Maradona ainda não sabe que o ídolo faleceu. Trata-se de Carlos Bilardo, técnico da seleção argentina campeã da Copa do Mundo de 1986 e finalista da Copa de 1990.

Atualmente com 83 anos de idade, Bilardo foi diagnosticado em 2017 com uma doença degenerativa conhecida como síndrome de Hakim-Adams, uma hidrocefalia crônica associada a demência.

Por conta do seu estado de saúde bastante delicado, a família do ex-jogador e ex-treinador tenta protegê-lo de qualquer tipo de transtorno que possa afetar seu emocional. Por isso, decidiram esconder dele algumas informações delicadas, como a morte de Maradona.

Estratégia para esconder a morte

Segundo o jornal Infobae, Carlos Bilardo vive tranquilamente no conforto de sua casa e aos cuidados de um grupo de especialistas que trabalham para tornar seus dias o mais agradável possível.

Esses profissionais da saúde são responsáveis ​​também por cumprir a ordem de sua família, evitando que notícias desagradáveis ​​cheguem ao seu conhecimento. Foi montada uma espécie de operação para evitar qualquer vazamento, de acordo com Jorge Bilardo, seu irmão.

Em entrevista ao programa “Resumo Deportivo”, da Rádio República, Jorge deu detalhes de como cuidam do ex-técnico.

“Ele ainda não sabe que o Diego morreu. Quando sabemos que vai passar isso na TV, mudamos de canal, distraímos ele. As enfermeiras já estão cientes, falam para ele: ‘chega desse canal, Carlos, a gente vê outro programa'”.

Consciente, apesar de doente, Bilardo não quer perder os jogos da Argentina na Copa América. Na estreia da seleção contra o Chile, a Conmebol fez uma linda homenagem a Maradona, mas a família teve o cuidado para que ele não assistisse o pré-jogo.

Além disso, Jorge disse também que existem outras mortes que seu irmão desconhece: “Ele não sabe da morte de Tata Brown, Alejandro Sabella ou Malbernat (seu ex-companheiro no Estudiantes de La Plata)”, disse.

“E quando ele pergunta sobre Maradona, sempre falamos que ele deve estar por aí, na Europa, e mudamos a conversa de imediato”, finalizou o irmão.

Carlos Bilardo e Diego Maradona fizeram uma parceria de sucesso na seleção argentina, conquistando o título da Copa do Mundo de 1986 e chegando à final da Copa do Mundo de 1990. Além disso, o comandante também trabalhou com o camisa 10 no Sevilla, em 1992 e 1993, e no Boca Juniors, em 1996.

A relação entre ambos ficou estremecida em 2010, quando Maradona deixou o comando da Argentina. “El Pibe” deu declarações bastante ríspidas e criticou Bilardo, seu então auxiliar.

“Quando eu estava de luto, ele trabalhou na sombra para se deitar. Ele me traiu”, disse Diego na época.

E MAIS

Neymar se defende de polêmica no PSG e diz: “O que mais quero é jogar com o Messi”

Junior Barranquilla sinaliza compra definitiva de Borja; veja os valores

Felipe Melo recusa time de Abel Braga na Suíça e aguarda contato do Palmeiras por renovação