Bolsonaro quer Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, como vice para 2022

Bolsonaro vê presidente rubro-negro como empresário de sucesso e responsável pelo momento vencedor vivido pelo clube

Danielle Barbosa
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/Instagram

Jair Bolsonaro, quer Rodolfo Landim, mandatário do Flamengo, como vice-presidente para as eleições de 2022. O desejo foi divulgado na coluna do jornalista Anselmo Gois, do jornal ‘O Globo’. De acordo com a publicação, a informação é de que nos bastidores a preferência pelo dirigente já circula entre políticos de confiança e empresários ligados ao presidente da República.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

A publicação destaca que Bolsonaro e Rodolfo Landim já se encontraram diversas vezes, inclusive nesta quinta-feira (17), quando o mandatário rubro-negro marcou presença no almoço oferecido pelo setor de supermercados do Rio para o presidente.

No entendimento de Bolsonaro, segundo a coluna, Landim é um empresário de sucesso e gestor responsável por levar o Flamengo a conquista de títulos como a Copa Libertadores (2019) e ao bicampeonato do Brasileirão (2019 e 2020).

O desejo de Bolsonaro já chegou aos ouvidos do dirigente rubro-negro, mas ainda não há qualquer indicação oficial – vale lembrar que Hamilton Mourão é o atual vice-presidente da República.

‘Parceria’ pela volta do futebol:

Em maio do ano passado, quando o futebol ainda estava paralisado por causa da pandemia da covid-19, Landim esteve em Brasília, ao lado do então presidente do Vasco, Alexandre Campello, e de outros membros dos clubes, para discutir o retorno do futebol brasileiro. Diante da grande repercussão negativa, o mandatário do Flamengo divulgou uma carta lamentando a “intolerância política” dos críticos.

“Infelizmente, nosso país anda doente. Não falo da COVID-19, mas dessa intolerância política de parte a parte que separa até mesmo famílias e que, infelizmente, alguns pretendem implantar também no nosso Clube. O sentimento que nos une é amor e não ódio. Entendo que meu papel como presidente do Clube é o de defender seus interesses e para isso é necessário me relacionar com autoridades”, disse na ocasião.

“Entendo que meu papel como presidente do Clube é o de defender seus interesses e para isso é necessário me relacionar com autoridades. Para mim, não importa a orientação política delas. Busco a todas no sentido de conseguir os apoios que precisamos para melhorar continuamente o nosso Flamengo”, acrescentou Landim na carta.

LEIA MAIS:
Bolsonaro provoca TV Globo com transmissão do jogo do Brasil no SBT; veja
Tite relata incômodo da Seleção com a Copa América no Brasil e afirma: “Eu não tenho partido político”

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes