Dinamarquês ex-Barcelona ataca UEFA pelo caso Eriksen

O ídolo dinamarquês Michael Laudrup criticou a retomada da partida diante da Finlândia, pela Eurocopa

Rubens Melo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução

O dinarmaquês Michael Laudrup, fez duras críticas à UEFA após o mal súbito de Eriksen na Eurocopa. O principal motivo de reclamação do ex-meia do Barcelona foi a retomada da partida. Em entrevista ao canal TV3, no qual é comentarista, Laudrup comentou sobre o ocorrido:

“Quando essas coisas acontecem, o jogador está sofrendo de emoções e não tem uma visão geral para tomar decisões importantes. Deve haver alguém que diga: ‘agora nós fazemos isso, e agora paramos aqui’.” Disse Laudrup.

A UEFA ofereceu às duas equipes a opção de retomada do jogo logo após o estado clínico de Eriksen ser divulgado como estável. As equipes, então, optaram continuar o jogo. Para Laudrup, esta decisão também foi completamente irracional por parte dos atletas:

“Você não pode tomar uma decisão dessa perto de uma emoção tão grande, e isso é o que eu acho que está errado. A UEFA deveria ter dito: ‘Não vamos jogar esta noite.’. É incrível que os jogadores pudessem suportar essa opção com os sentimentos e emoções que estavam vivenciando ali.” Reforçou o ex-meia dinamarquês.

A partida prosseguiu a partir dos 43 minutos da primeira etapa. A seleção finlandesa acabou vencendo por 1 a 0 com gol do atacante Pohjanpalo, aos 15 da segunda etapa. A Dinamarca chegou até a desperdiçar um pênalti com Delaney, defendido por Hradecky. Esta foi a primeira vitória da Finlândia em uma Eurocopa.

VEJA TAMBÉM: 

Mercado da Bola: Zagueiro de 12 anos assina contrato o Flamengo

Schick marca gol que Pelé não fez pela Eurocopa; Veja o golaço do tcheco

Atacante brasileiro vai reforçar o Benfica de Jorge Jesus