Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Santos e Ganso ficam próximos de acerto e agora tentará fechar acordo com o Fluminense

Paulo Henrique Ganso tem contrato com o Tricolor das Laranjeiras até dezembro de 2023

Wilson Pimentel
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Lucas Merçon/ Fluminense

O Santos avançou nos últimos dias nas conversas e agora alinha pequenos detalhes para sacramentar a contratação de Paulo Henrique Ganso. O Torcedores.com apurou que há, inclusive, um acerto verbal entre a diretoria alvinegra e o camisa 10.

Com 31 anos, o meia foi pouco utilizado no time titular de Roger Machado ao longo da temporada. Ao todo, foram nove partidas somando as participações no Campeonato Carioca, Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro e Copa Libertadores da América.

Jogador técnico, Ganso nunca foi uma unanimidade entre os torcedores. Ele, aliás, teve bons momentos sob o comando de Fernando Diniz em 2019. E só. De lá para, o meio-campista não conseguiu se firmar tanto com Odair Hellmann quanto com Roger Machado.

A princípio, deve chegar ao Santos por empréstimo até o fim da temporada. Ainda vinculado ao Fluminense até dezembro de 2022, receberá no clube paulista a metade da quantia que ganhava no Tricolor das Laranjeiras, a fim de respeitar o teto salarial estipulado para este ano.

Segundo apurou a reportagem, Paulo Henrique Ganso vai ganhar R$ 200 mil por mês no Alvinegro Praiano. Ou seja, o restante será pago pelo Fluminense. Uma transferência em definitivo só será discutida no fim da temporada após o Campeonato Brasileiro.

Os números de Ganso no Fluminense

Paulo Henrique Ganso iniciou sua trajetória profissional no Santos. Posteriormente, o camisa 10 passou por São Paulo, Sevilla e Amiens. Em 2019, foi contratado para a ser a estrela do Fluminense na gestão Pedro Abad. No entanto, nunca agradou a torcida tricolor.

Nesse ínterim, Ganso disputou 88 partidas e fez nove gols. A última vez que entrou em campo com a camisa tricolor foi na vitória por 2 a 0 sobre o Red Bull Bragantino pela Copa do Brasil. Contudo, ficou apenas 11 minutos em campo.

LEIA MAIS: 

Fora dos planos do Benfica, cria do Vasco é oferecido ao Atlético-MG 

Eurocopa 2020: Competição pós-Covid 19, Inglaterra e França são favoritas ao título, diz Betfair.net 

Ídolo do Benfica, Simão Sabrosa volta ao clube e assume cargo como dirigente