Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Fórmula 1: Sérgio Pérez vence GP do Azerbaijão

Sergio Pérez conta com acidente do companheiro da RBR e erro de Lewis Hamilton no fim da corrida para vencer. Em final maluco, Vettel e Gasly completam o pódio.

Matheus Maia
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação

O mexicano Sergio Pérez da RBR venceu, neste domingo (06), o GP do Azerbaijão de Fórmula 1. A corrida estava sendo tranquilamente dominada por Max Verstappen da RBR, mas nas últimas voltas, o holandês bateu após problemas nos pneus. Lewis Hamilton errou também no fim da corrida e acabou apenas na 15° colocação. Sebastian Vettel, em uma prova espetacular, terminou em segundo. Pierre Gasly completou o pódio.

Charles Leclerc, da Ferrari, terminou na quarta colocação. Completaram os dez primeiros: Lando Norris (5), Fernando Alonso (6), Yuki Tsunoda (7), Carlos Sainz (8), Daniel Riccardo (9) e Kimi Raikkonen (10).

A CORRIDA

Assim como nos treinos de classificação, não faltaram emoções no circuito de Baku. Leclerc largou na pole position, mas logo foi ultrapassado por Hamilton e Verstappen. Os pilotos optaram por parar mais cedo que o previsto e Hamilton teve um erro em sua parada. O inglês, que liderava a corrida, contou com um pit stop ruim e voltou na quarta posição. Pérez também teve um erro no seu pit stop mas conseguiu voltar a frente de Hamilton.

Sebastian Vettel e Lance Stroll, da Aston Martin, optaram por seguir na pista o máximo de tempo possível com os mesmos pneus da largada. Com isso, Vettel chegou a liderar a prova por algumas voltas. Mas a estratégia não foi boa para Stroll. Na volta 31, o canadense bateu no muro após problema em um dos seus pneus traseiros e provocou a entrada do safety car. Após cinco voltas com bandeira amarela, os pilotos partiram para uma relargada. Vettel, que estava na sexta colocação, ultrapassou Leclerc e Gasly, assumindo o quarto lugar.

Hamilton tentava tomar a segunda posição de Pérez, mas o mexicano fazia jogo duro e não permitia a ultrapassagem. Tudo parecia indicar uma nova vitória de Verstappen mas na volta 47, o holandês teve problema semelhante a Stroll e bateu na reta principal. Fim de prova para ele, que estava ampliando a sua vantagem na liderança até o momento da batida. O incidente provocou bandeira vermelha e paralisação da corrida, a três voltas do final.

Após a paralisação, houve uma nova relargada, mas dessa vez com os carros parados. Hamilton conseguiu ultrapassar Pérez, mas freou tarde na primeira curva e saiu da pista. Com o erro do inglês, Pérez não teve muita dificuldade em manter a primeira posição. Gasly e Leclerc brigaram até o fim pela terceira vaga no pódio, mas o francês conseguiu se segurar. Vettel herdou a segunda posição com o erro de Hamilton, que deixa de pontuar desde o abandono no GP da Áustria, em 2018.

LEIA MAIS

Lewis Hamilton apoia protestos contra Bolsonaro: “meu coração está com vocês”

Fórmula 1: Chefão da Red Bull ameaça Mercedes