Ameaças e até citação à esposa: Vuaden relata atitudes de Cuca após o fim do jogo

O final do jogo entre Ceará e Atlético-MG foi marcado por ofensas de Cuca ao árbitro Leandro Pedro Vuaden, e o mesmo relatou tudo em sua súmula

Diego Lucio Castro de Oliveira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/Atlético-MG

O Ceará venceu o Atlético-MG por 2×1, em jogo válido pela 6ª rodada do Brasileirão. O gol derradeiro saiu apenas aos 51 minutos do 2º tempo. O que causou a revolta do técnico Cuca, do Galo. O alvo era o árbitro da partida, Leandro Pedro Vuaden, e segundo o juiz, Cuca o ofendeu, o ameaçou e até citou sua esposa.

Veja a súmula de Vuaden:

“Expulsei com cartão vermelho direto, após o término da partida, o técnico da equipe clube Atlético Mineiro, senhor Alexi Stival(Cuca). Por adentrar ao campo de jogo e vir em minha direção proferindo as seguintes palavras: “você me dá azar na vida, ainda bem que vou largar para não precisar conviver com pessoas como você. Tenho nojo. Você é um gaveteiro”.

Após visualizar o cartão vermelho continuou proferindo as seguintes palavras: “sem vergonha, se eu cruzar com você na rua te dou umas tapas na cara”. Inclusive fazendo menção e se aproximando dizendo “vagabundo, vagabundo”.

O mesmo foi contido e retirado por integrantes da sua comissão técnica e jogadores da equipe do Ceará. Quando eu estava na área mista me dirigindo ao vestiário da arbitragem, o mesmo proferiu as seguintes palavras “vagabundo, vagabundo, vai ter CPI hoje porque você me pediu voto para a sua esposa”.

Informo ainda que me senti extremamente ofendido em minha honra pelas palavras proferidas contra a minha pessoa.”

O Atlético-MG de Cuca volta à campo no próximo domingo(27), contra o Santos na Vila Belmiro.

Siga o Torcedores no Instagram e no Twitter

VEJA TAMBÉM:
Cuca vai pra cima de Vuaden, chama árbitro de vagabundo e é contido; assista

Ceará 2 x 1 Atlético-MG: assista aos gols da partida do Brasileirão