Abel Ferreira pode bater recorde no Palmeiras em jogo contra Católica; entenda

Verdão defende a liderança do Brasileirão neste domingo (18) e tem duelo decisivo pelo torneio continental na próxima semana

Cido Vieira
Jornalista formado e apaixonado por futebol desde criança. No Torcedores.com desde o ano de 2017, já acumulei diversas funções no site e atualmente me dedico a cobertura do futebol nordestino. No Twitter (@cidovieira90)

Mesmo sem encantar o seu torcedor com o melhor futebol, o Palmeiras ostenta uma série interessante de vitórias na atual temporada. Vitorioso pelo placar de 1 a 0 diante da Universidad Católica na última quarta-feira (14), no embate de ida da Libertadores, o Verdão chegou ao sexto jogo seguido com triunfo. Caso vença o Atlético-GO, fora de casa, pela 12ª rodada do BR, o técnico Abel Ferreira já igualará a sua maior sequência de triunfos desde que assumiu o time paulista.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Isso ocorrendo, o português terá a chance de quebrar a sua própria marca na próxima quarta-feira (21), quando o Palmeiras recebe a Católica no embate de volta, valendo vaga nas quartas de final da Copa Libertadores.

No comparativo com a outra sequência de triunfos, a atual se desenha mais difícil do que a primeira, mesclando jogos do Brasileirão e Libertadores. Na outra série alcançada pelo treinador português, embora tenha tido compromissos pela fase de grupos da Libertadores, o recorde também foi alcançado com triunfos com jogos do Campeonato Paulista.

Embora o nível tenha sido teoricamente mais tranquilo, a maratona em que o Verdão alcançou essa meta com Abel Ferreira foi impactante. Foram apenas 14 dias para realizar-se sete jogos. Se vencer o Dragão em Goiânia, o Palmeiras terá atingido a nova série de sete vitórias consecutivas em 21 dias.

SÉRIE ATUAL DO VERDÃO:

3 a 2 no Bahia (C) – Brasileirão

2 a 1 no Inter (F) – Brasileirão

1 a 0 no Sport (F) – Brasileirão

2 a 0 no Grêmio (C) – Brasileirão

3 a 2 no Santos (C) – Brasileirão

1 a 0 na Católica (F) – Libertadores

LEIA MAIS: