Atlético x Boca: Fecha o tempo após VAR anular gol dos argentinos

Goleiro do Atlético falha, Boca Juniors marca, mas o VAR vê impedimento; lance gera grande confusão entre os jogadores

Eder Bahúte
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reproducao/FOX Sports

No Mineirão, Atlético x Boca Juniors decidem hoje uma vaga nas quartas de final da Libertadores da América. Aos 17 minutos do 2º tempo, um gol marcado pelos argentinos acabou sendo anulado após análise do VAR. Antes da análise do árbitro de vídeo, muita confusão entre jogadores e comissão técnica dos dois times à beira do campo.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Na cobrança da falta, Everson erra feio na saída de bola, corta errado, para o meio da área, nos pés de Weigandt. O lateral finaliza de primeira, a bola desvia e ainda toca no travessão antes de entrar nas redes. O lance gerou um grande bate boca entre as duas comissões técnicas.

O árbitro Esteban Ostojich foi ao VAR e após a análise o mesmo foi anulado. O técnico do Boca e os atletas reclamaram e muito da decisão.

Pré-jogo

Cuca não terá o atacante Eduardo Vargas, que testou novamente positivo para Covid-19 e está afastado do restante do elenco. Ainda no setor ofensivo, Keno e Marrony também não devem estar à disposição.

Na lateral-esquerda, Guilherme Arana está com a seleção brasileiro nos Jogos Olímpicos, em Tóquio. Fica a grande dúvida se Dodô, reserva na Argentina, inicia entre os onze. Na Bombonera, Junior Alonso foi deslocado para o setor, com Réver e Nathan Silva na zaga.

Nacho Fernández e Savarino, ambos poupados frente o Corinthians, retornam sem maiores problemas.

Ficha técnica: Atlético x Boca Juniors

  • Horário: 19h15 (de Brasília)
  • Local: Mineirão, Belo Horizonte
  • Rodada: oitavas de final
  • Competição: Libertadores da América

Atlético: Everson, Mariano, Nathan Silva, Réver, Junior Alonso (Dodô); Allan, Tchê Tchê, Zaracho e Nacho Fernández; Savarino e Hulk.

Boca Juniors: Rossi; Marcelo Weigandt, Izquierdoz, Rojo e Sández; Esteban Rolón, Cristian Medina e Diego Gonzales; Sebastian Villa, Cristian Pavón e Briasco.

LEIA MAIS: