Jorge Jesus na Seleção? Cafu questiona qualidade e cita motivo para recusar ex-Flamengo

Apresentador do SBT, Benja ressaltou que traria Jorge Jesus para o lugar de Tite no comando da seleção brasileira

Rafael Brayan
Estudante de jornalismo. Colaborador especialista e editor-plantonista do Torcedores.Twitter: @rafaelbrayan_

Crédito: Getty Images

A derrota da seleção brasileira para a Argentina aumentou as críticas sobre Tite, técnico da equipe nacional. Nesta segunda-feira (12), o apresentador Benjamin Back afirmou que o treinador ex-Flamengo Jorge Jesus deveria assumir o comando do time de Neymar, Thiago Silva e companhia para a disputa da Copa do Mundo de 2022, no Catar.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!


Leia mais: 

Róger Guedes, Paulinho e mais: Veja acordos que podem ser concretizados

VAR no Brasileirão: Veja os times mais “prejudicados” e “favorecidos” após a 11ª rodada


Porém, durante o programa, o pentacampeão do mundo Cafu defendeu os técnicos brasileiros. “Quem está querendo introduzir o sistema estrangeiro aqui no Brasil é o Benja, é a imprensa. Eu não concordo. Em 2002 tinha quantos jogadores que atuavam na Europa? Quase todos. Não pode comparar gerações, porque passaram”, iniciou Cafu no Arena SBT.

“Na nossa geração, tínhamos oito ou dez jogadores que resolviam o jogo a qualquer momento, numa bola parada, jogada individual. Hoje nós temos um, que é o Neymar. Infelizmente hoje, ele não tem outros jogadores com o mesmo nível técnico do que ele. Se tivéssemos uns quatro que nem o Neymar, a seleção brasileira seria outra”.

“Quando vocês falam para mim de treinador estrangeiro, eu não concordo. Qual o único país pentacampeão do mundo? (Brasil) E quantos treinadores estrangeiros nós tivemos? Nenhum. Se o Jorge Jesus é tão bom assim, por que ele não treina a seleção de Portugal? Eu não concordo e tenho o ponto de vista de que nós temos que dar chance para os nossos treinadores. Temos treinadores bons no Brasil”, completou Cafu.