Borja recebe pedido e pode facilitar acordo para ser vendido ao Boca Juniors

Atacante do Palmeiras precisa baixar pretensões salariais para acertar com o clube argentino

Bruno Romão
24 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Cesar Greco/Palmeiras

Alvo do Boca Juniors para reforçar o ataque, Borja não ficou satisfeito com a oferta salarial apresentada pelo clube. Apesar disso, segundo informações da “TNT Sports Argentina“, o time xeneize não desistiu da contratação. Neste cenário, Juan Román Riquelme, vice-presidente da equipe, entrou em contato com o argentino, buscando chegar a um acordo satisfatório para ambas as partes.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Dessa forma, o ídolo do Boca Juniors solicitou, formalmente, que Borja diminua sua pedida para que o martelo seja batido. Como o atleta quer receber seus ganhos em dólares, a situação envolvendo o negócio não avançou. De acordo com o jornalista Jorge Nicola, o atacante possui vencimentos de U$ 100 mil (R$ 508 mil) mensais no Palmeiras. Neste momento, ele desejaria receber um montante ainda maior.

Caso Borja atenda o pedido de Riquelme, o Palmeiras deve concretizar a venda de Borja. Interessado em negociar o colombiano, o Verdão iria arrecadar entre três e quatro milhões de dólares (R$ 15.2 e R$ 20 milhões). Mesmo com o bom desempenho do atleta no Junior Barranquilla, uma reintegração ao elenco não seria tratada como prioridade. Sendo assim, a diretoria, inclusive, aguarda apenas o acerto entre os argentinos e o centroavante, que não guarda boas recordações da sua época no Brasil.

“Os momentos que vivi no Brasil, quando não estava jogando, foram difíceis. Queria estar aqui (na seleção da Colômbia) e não podia”, declarou.

LEIA MAIS