Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Bronze para o Brasil no tênis não sabia que estava inscrita nas Olimpíadas

Dupla Laura Pigossi e Luisa Stefani trouxe primeira medalha para o Brasil na história do tênis em Jogos Olímpicos após bater russas, neste sábado (31)

Wemerson Ribeiro
Formado em Jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi, com passagem pelo Portal R7, como estagiário, na editoria de Esportes.

Crédito: Reprodução / Twitter @timebrasil

Após medalha histórica para o Brasil, a atleta Laura Pigossi contou que sequer sabia que estava inscrita para disputar as Olimpíadas de Tóquio. A dupla de Luisa Stefani na conquista do bronze foi avisada faltando pouco mais de uma semana para a viagem.

Olimpíadas de Tóquio 2020: Confira o quadro de medalhas completo

Segundo conta o UOL, a tenista só teve conhecimento de que atuaria nos Jogos do Japão por meio de uma ligação feita por Eduardo Frick, gerente esportivo da CBT (Confederação Brasileira de Tênis). A chamada foi feita oito dias antes dela partir para capital nipônica com sua companheira de quadra.

Luisa também recebeu com surpresa a notícia de que participaria da competição: “Já tinha deixado para lá as Olimpíadas, queria muito ir, mas era o último dia e a gente estava fora da lista. Já tinha aceitado e estava torcendo para outros brasileiros”.

O gerente Eduardo Frick não só foi responsável por avisar da novidade, como também o “culpado” pela ida das duas a Tóquio. Segundo ele, a oportunidade surgiu no último dia de inscrição, quando a ITF (Federação Brasileira de Tênis) o notificou sobre uma vaga restante e, para sua alegria, o Brasil era o próximo da lista.

História escrita no tênis

Laura Pigossi e Luisa Stefani bateram a dupla russa Elena Vesnina e Veronika Kudermetova para conquistar a primeira medalha de ouro do Brasil no tênis em Olimpíadas. Antes delas, Fernando Meligeni ostentava a melhor colocação, com o 4º lugar conquistado nos Jogos dos Estados Unidos, em 1996.

VEJA MAIS: