Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Ex-Palmeiras é comparado a astro europeu após linda jogada na Série B e crava: “sou melhor”

Jogador tem sido destaque na segunda divisão

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016, radialista na Paiquerê 91,7.

Crédito: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

O atacante Vinicius, revelado pelo Palmeiras, tem sido um dos destaques do Náutico na campanha de liderança momentânea no Campeonato Brasileiro da Série B.

O jogador, que chegou ao clube pernambucano no ano passado por indicação do técnico Gilson Kleina, que o treinou no Palmeiras, se tornou destaque no título estadual e no bom início de segundona do Timbu, que ainda não perdeu.

Contra o Operário, Vinicius foi destaque após realizar jogada para o gol de Guillermo Paiva. O lance gerou comparações a um famoso lance de Gareth Bale, ex-Real Madrid.

Em entrevista ao Globoesporte.com, Vinicius brincou sobre a comparação e disse que “é melhor” que a estrela do País de Gales.

“Acho que vale a brincadeira, futebol é isso aí também. Às vezes falta um pouco disso hoje em dia, essas brincadeiras, essas comparações. O Bale é um cara que dispensa comentários, acho que sou melhor que ele”, brincou Vinicius.

“Mas, brincadeiras à parte, fiquei muito feliz. Sempre falei que minha vontade é ajudar o Náutico. Quero fazer meus gols, mas fiquei feliz com a noite de garçom, tanto para o (Guillermo) Paiva quanto para o Jean.”

O Náutico é o líder da Série b com 21 pontos em nove jogos. São seis vitória e três empates, sendo o único invicto no torneio até o momento. Vinicius explicou o bom início de competição.

“O trabalho que está sendo feito é muito sério. O professor sempre comenta, tanto internamente quanto externamente, da consistência no trabalho. Desde quando a gente começou a conquistar os objetivos, nunca podemos estar satisfeitos. Sempre precisamos de mais, e para isso precisamos melhorar. Ficamos muito felizes. Satisfeitos, porém querendo mais.”

Leia mais:
De fuga e insegurança a destaque e titularidade: como Patrick de Paula saiu de comunidade no RJ para se tornar peça-chave no Palmeiras