Nada de Tóquio: Roger Federer anuncia que não disputará os Jogos Olímpicos

Por nova lesão no joelho, Roger Federer anuncia nas redes sociais que está fora da disputa das Olimpíadas de Tóquio

Danilo Lacalle
Jornalista de formação, e atleta por opção. Especialista em esportes americanos e apaixonado por esportes radicais.

Crédito: Clive Brunskill/ Getty Images

Fora das Olimpíadas do Rio 2016, Roger Federer anunciou a saída dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, novamente, por uma lesão no joelho, de acordo com as redes sociais do atleta. Aos 39 anos, o tenista publicou que teve “um quadro de revés no joelho”, após a última competição. O mesmo joelho direito já passou por duas cirurgias, em 2020.

“Estou muito desapontado, pois sempre foi uma honra e um momento muito marcante em minha carreira, cada vez que represento a Suíça”, publicou Federer.

O atleta espera voltar às competições ainda neste ano, já que o US open começa dia 31 de agosto.

Roger Federer fora de outro Jogos Olímpicos

Os Jogos Olímpicos de Tóquio serão a primeira competição olímpica sem Roger Federer e Rafael Nadal,  desde Atlanta, em 1996. Novak Djokovic, que acabou de vencer Wimbledon, empatou no número de Grand Slams com os dois rivais, em 20. Ainda, Djokovic afirmou que ainda está indeciso sobre sua participação na competição.

Djokovic e Federer já haviam confirmado presença nas Olimpíadas, ano passado, mas tudo pode ter mudado para Novak com o anúncio de Federer, hoje. Já Nadal, publicou dia 17 de junho, que não jogaria em Wimbledon e nas Olimpíadas, afirmando que estava escutando e entendendo os sinais que o próprio corpo estava dando.

Para Roger Federer, ainda falta uma medalha de ouro, jogando no modo Simples. E esse sonho, após o anúncio, parece ainda mais distante.

 

LEIA MAIS

Eurocopa: piloto de Fórmula 1 tem relógio roubado após o jogo da final

Jogador dos Vikings revela: “Temos um time para vencer o Super Bowl, esta temporada”