Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Olimpíadas: 3 esportes que o Brasil nunca ganhou medalha

Nos Jogos Olímpicos de Tóquio, os brasileiros estarão presentes em um total de 28 esportes

Victor Franco
Colaborador do Torcedores

Crédito: Equipe masculina do Brasil de Handebol (Reprodução / Globo Esporte)

Apesar do Brasil ter um histórico de muito sucesso nas Olimpíadas em esportes como Judô, Vela e Vôlei, o nosso país está longe de ser uma das maiores potências da competição. Os Estados Unidos, por exemplo, possui 2521 medalhas na história dos Jogos Olímpicos de Verão, contemplando conquistas em 36 esportes. O Brasil, por sua vez, já trouxe 129 medalhas para casa, em um total de 15 modalidades. Confira três esportes que os atletas brasileiros ainda não foram ao pódio:

 

Ciclismo

Presente nas Olimpíadas desde a primeira edição, o Ciclismo é divido em quatro categorias: Estrada, Pista, Mountain Bike e BMX. O país que mais conquistou medalhas na história foi a França com 91. Por sua vez, o atleta mais vitorioso é o britânico Bradley Wiggins com 8 medalhas no total, vencidas entre os Jogos Olímpicos de 2000 e 2016.

Na história, o Brasil passou a disputar a modalidade em 1936, e desde da edição de 1980 manda ao menos quatro atletas para a disputa do esporte. Em Tóquio, cinco cliclistas irão buscar a primeira medalha para o país. A paulista Priscilla Stevaux e o carioca Renato Rezende irão disputar a categoria BMX, ambos na prova de corrida. Enquanto isso, no Mountain Bike, Henrique Avancini, Luiz Henrique Cocuzzi e Jaqueline Mourão, que vai para o seu sétimo Jogos Olímpicos, vão representar o nosso país na Terra do Sol Nascente.

 

Handebol

Presente pela primeira vez entre os homens em 1936, o Handebol tem sua dominância em países europeus. No masculino, a Dinamarca é a atual campeã mundial, enquanto no feminino a Holanda venceu a Copa do Mundo, derrotando a Espanha na grande final.

As melhores campanhas do Brasil no esporte aconteceram nas Olimpíadas do Rio em 2016: 7º lugar para o homens e 5 lugar para as mulheres. Em Tóquio, ambos os times estão novamente classificados e esperam subir ao pódio nesta oportunidade. O principal jogador no masculino é o lateral Haniel Langaro, jogador do Barcelona. Enquanto isso, a destaque no feminino é a catarinense Duda Amorim, eleita a melhor jogadora do mundo em 2014.

 

Saltos Ornamentais

Esporte tradição nas Olímpiadas desde 1904, os Saltos Ornamentais possui quatro categorias em cada um dos gêneros:  Trampolim 3m, Plataforma 10m, Trampolim Sincronizado 3m e Plataforma Sincronizado 10m. Na história, os Estados Unidos tem ampla vantagem na modalidade, já tendo conquistado 138 medalhas. Porém, o homem mais vitorioso é o russo Dmitri Sautin, com oito medalhas entre os Jogos de 1992 e 2008. Por outro lado, a maior vencedora mulher é a chinesa Wu Minxia, com sete.

O Brasil está presente na modalidade de forma consecutiva desde 2000, mas com a primeira participação acontecendo lá em 1920. Em Tóquio, quatro atletas irão representar o país nos Saltos Ornamentais. No masculino, Isaac Souza e Kawan Pereira irão disputar a prova de Plataforma 10m. Já no feminino, Luana Lira vai buscar uma medalha no Trampolim 3m, enquanto Ingrid Oliveira irá saltar na prova de Plataforma 10m.

 

SAIBA MAIS

Olimpíadas: Qual foi a melhor colocação do Brasil no ranking de medalhas?

Olimpíadas de Tóquio: Quais esportes vão ser disputados pela primeira vez?