Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Olimpíadas: Bruno Fratus conquista medalha de bronze nos 50m livre

Bruno Fratus reagiu muito bem na prova dos 50m e conquistou a medalha de bronze, chegando muito perto de obter a medalha de prata

Fabrício Carvalho
Jornalista formado / Rio de Janeiro. Redator de notícias, artigos e relatos sobre futebol nacional e internacional, basquete e esportes americanos.

Crédito: Gaspar Nóbrega/COB

Bruno Fratus conquistou a medalha de bronze para o Brasil neste sábado (31) em prova muito disputada nos 50m da natação.

O brasileiro teve saída forte durante toda a prova e manteve o ritmo para conquistar a medalha para o Brasil.

Confirmando o favoritismo, Caleb Dressel teve mais uma forte saída e conseguiu dominar a prova para conquistar a medalha de ouro.

Por muito pouco, o francês Florent Manaudou conseguiu a medalha de prata, or apenas 0.02

Bruno Fratus bronze: Resultado Final

1Caeleb Dressel21.07
2Florent Manaudou21.55
3Bruno Fratus21.57
4Michael Andrew21.60
5Benjamin Proud21.72
5Kristian Gkolomeev21.72
7Lorenzo Zazzeri21.78
8Thom De Boer21.79

 

Brasil reafirma tradição em provas de velocidade

Depois da frustração com o resultado abaixo do esperado nos Jogos Olímpicos Rio 2016, Bruno Fratus conseguiu finalmente sua consagração em Tóquio.

Além disso, o atleta de 32 anos conseguiu reafirmar uma tradição da natação brasileira em provas de velocidade (50m e 100m livres) nos Jogos Olímpicos.

O primeiro que conseguiu medalha neste quesito foi Gustavo Borges (100m livre, uma prata e um bronze), passando por Fernando Scherer (bronze nos 50m livre) até chegar em Cesar Cielo (ouro e bronze nos 50m livre e bronze nos 100m livre).

Logo após a conquista da medalha, Fratus deu entrevista ao vivo aos canais Globo/SporTV, demonstrando bastane emoção.

Aspas de Bruno Fratus após a prova

“Se é para deixar uma mensagem é que o Brasil é o melhor povo, o melhor país do mundo. Eu moro nos Estados Unidos faz um tempo e todo mundo paga pau para o Brasil e para o povo brasileiro. A gente é muito capaz. Se permitam ser o povo que a gente pode ser, o país que a gente pode construir – disse após garantir a medalha tão sonhada.”

“Tive a infelicidade de perder dez anos da minha vida no sistema de ensino convencional. Realizei meu sonho que começou quando eu tinha 11 anos de idade e não teria sido sem o suporte, o amor, a amizade de todo mundo que está até agora do meu lado e não abriu. Sem a palavra de quem duvidou. Essa é para vocês também!”

LEIA MAIS