Presidente do Boca dá forte declaração, cutuca Atlético-MG e alerta River

Clube argentino reclama das decisões do VAR nos dois jogos contra o Atlético

Eder Bahúte
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgacao

O Boca Juniors ainda não engoliu os dois gols anulados contra o Atlético, nas oitavas de final da Libertadores da América. Inconformado com os episódios na Bombonera e Mineirão, Jorge Ameal voltou a questionar a classificação do Galo.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Este time deve ter alguma relação com o poder. Fica evidente pelo que passou no primeiro jogo e ontem (terça). Com pessoas e árbitros diferentes, ocorreu a mesma coisa duas vezes. Sentimos que nos roubaram, é o que todos viram. Todos os jornalistas opinam o mesmo. Nossos jogadores ficaram 12 horas em cima do ônibus com suas famílias perguntando o que ia acontecer”, disse o dirigente à ESPN Argentina.

Veja também: Mercado da Bola: Atlético-MG fecha contratação de ex-meio campista do Flamengo

“Jogamos contra o time que diziam ser o melhor da América do Sul, ganhamos as duas partidas e não classificamos. Se o VAR veio para ajudar, estão prejudicando”, acrescentou.

Na próxima fase, mais um argentino no caminho do Atlético. Na noite de ontem, o River Plate eliminou o Argentinos Jrs ao vencer por 3 a 0. O segundo e decisivo encontro entre as equipes ocorrerá no Gigante da Pampulha. Ameal faz um alerta ao grande rival do Boca Juniors.

“Que tenham cuidado quando viajem para enfrentar o Mineiro”, concluiu o presidente xeneize.

Agenda do Atlético

O Galo agora se prepara para a 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. No próximo domingo (25), o time mineiro recebe o Bahia, às 11h (de Brasília). Na tabela de classificação, o alvinegro ocupa neste momento a segunda posição com 25 pontos.

LEIA MAIS: