Como assim? Reforço do PSG, Sergio Ramos incentiva ida de Mbappé ao Real Madrid

Zagueiro Sergio Ramos foi apresentado no PSG e não fugiu das muitas perguntas sobre o Real Madrid, seu ex-clube

Mário André Monteiro
Jornalista com passagens por Portal iG, Fox Sports e Osasco Audax. Atualmente editor do Alemanha FC (http://www.alemanhafc.com.br). No Twitter: @alemao_mario e no Instagram: @marioalemao

Crédito: PSG / Divulgação

O zagueiro espanhol Sergio Ramos foi apresentado oficialmente pelo Paris Saint-Germain nesta terça-feira. O defensor abordou diversos assuntos na entrevista coletiva, como uma eventual saída de Kylian Mbappé.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Vale destacar que Mbappé tem contrato com o PSG até junho de 2022 e, segundo informações da imprensa francesa, não quis renovar seu vínculo.

Até por isso, são muitas as especulações sobre o futuro do atacante. E entre os possíveis destinos está o Real Madrid, ex-time de Sergio Ramos.

“O Real Madrid é historicamente o melhor clube do mundo. Na minha opinião, os melhores jogadores precisam jogar lá”, incentivando Mbappé a atuar no time espanhol.

Mas não agora. “Por enquanto, quero que ele fique na minha equipe. Quero vencer, e, para isso, quero ter os melhores jogadores ao meu lado”, continuou o atleta de 35 anos.

Real Madrid já é passado

Mesmo em seu início de jornada pelo PSG, Sergio Ramos foi questionado outras vezes sobre sua passagem de 16 anos pelo Real Madrid.

“Vivi uma etapa maravilhosa em Madrid. Guardo o que vivi de bonito. É triste abandonar uma casa que me deu tanto, mas vim para um clube magnífico. Estou feliz aqui. Gosto de desafios e quero continuar ganhando”, disse.

O espanhol explicou que, assim que não chegou a um acordo com os merengues, seu objetivo foi encontrar um grande clube.

“Olhar para trás é um erro. Sou aventureiro e tinha como prioridade assinar por uma grande equipe. A chave foi a forma como sempre me trataram. É sempre bom sair da zona de conforto e estou satisfeito com o passo que dei”, esclareceu.

Por último, Sergio Ramos garantiu que nunca vai comemorar um gol contra seu ex-time.

“Celebrar um gol? Jamais! O clube está no meu coração e merece respeito. Nem uma vitória serei capaz de festejar, porque nem o clube nem os torcedores merecem”, finalizou.

E MAIS

Mercado da bola: Tevez pode repensar sua aposentadoria após interesse de três clubes

Mercado da bola: Sem querer, Verratti anuncia mais um reforço de peso para o PSG

Ribéry pode voltar ao futebol alemão, mas não para atuar no Bayern de Munique