Renato Gaúcho descarta “obrigação” por títulos e rivais relembram críticas ao Flamengo

Em apresentação na Gávea, o técnico elogiou o atual elenco do Flamengo antes de tirar “obrigação” por conquistas na temporada

Rafael Brayan
Estudante de jornalismo. Colaborador especialista e editor-plantonista do Torcedores.Twitter: @rafaelbrayan_

Crédito: Alexandre Vidal/Flamengo

Nesta segunda-feira (12), o técnico Renato Gaúcho foi apresentado no Flamengo como novo comandante da equipe. Disputando Copa Libertadores, Copa do Brasil e Brasileirão, o profissional chega em um dos times favoritos à conquista das três competições desta temporada.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!


Leia mais: 

+ VAR no Brasileirão: Veja os times mais “prejudicados” e “favorecidos” após a 11ª rodada

+ Em estreia na França, Gerson brilha com golaço anulado e pênalti sofrido; veja lances


Apesar do favoritismo, Renato Gaúcho descartou qualquer “obrigação” por conquistas. “Obrigação é uma palavra muito forte. As pessoas precisam saber que todos os clubes querem ganhar. Quando se tem um elenco forte, as possibilidades são maiores”, afirmou o técnico rubro-negro.

A fala do treinador repercutiu por causa de uma “incoerência” com uma fala antiga na época do Grêmio. “O Flamengo gastou quase R$ 200 milhões em contratações. Parabéns para a diretoria do Flamengo que tem esse dinheiro e gastaram muito bem. Armaram um time muito forte, então eles têm obrigação de ganhar, sim. E é a mesma coisa o Palmeiras”, disse Renato Gaúcho em 2019.

Durante a apresentação, o técnico também avaliou o elenco atual do Flamengo. “O elenco é maravilhoso, muito forte. Se vai ganhar tudo, vamos trabalhar para isso. Palmeiras, Atlético-MG também querem. Todo mundo quer. Qual clube entra na competição e não quer ganhar? Mas o elenco do Flamengo é forte, sim. Perdeu algumas peças? Perdeu. Mas ainda é muito forte”, concluiu.