Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Taekwondo: Milena Titoneli passa com facilidade pela repescagem e fica a uma vitória da medalha de bronze

Brasileira busca segunda medalha do país no taekwondo na história dos Jogos Olímpicos

Mário André Monteiro
Jornalista com passagens por Portal iG, Fox Sports e Osasco Audax. Atualmente editor do Alemanha FC (http://www.alemanhafc.com.br). No Twitter: @alemao_mario e no Instagram: @marioalemao

Crédito: Time Brasil / Twitter

A brasileira Milena Titoneli não deu chances para a haitiana Lauren Lee na manhã desta segunda-feira (26) e venceu com facilidade a luta de repescagem do taekwondo, categoria até 67kg.

+ Olimpíadas de Tóquio 2020: Confira o quadro de medalhas completo

Titoneli derrotou a adversária logo no começo do terceiro tempo e fechou o placar em 26 a 5.

Com o triunfo na repescagem, a brasileira faz sua última luta nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 diante da marfinense Ruth Gbagbi, valendo medalha de bronze.

O duelo será ainda nesta segunda-feira pela manhã.

Aos 22 anos de idade, Milena Titoneli havia sido derrotada nas quartas de final pela croata Matea Jelic, mas como sua algoz conseguiu chegar à final, a brasileira ganhou uma chance de disputar o bronze via repescagem.

O taekwondo é esporte olímpico desde 2000. O Brasil tem apenas uma medalha na modalidade, conquistada nos Jogos do Rio 2016, quando Maicon de Andrade levou o bronze.

E MAIS

Chinês fatura ouro no levantamento de peso usando uma técnica nunca vista antes

Jornalista ofende Bárbara, goleira do Brasil, durante programa de TV: “Uma porca com suéter”

Leticia Bufoni explica treta com Kelvin Hoefler e revela que medalhista bloqueou a confederação