Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Jogador da NFL é cortado do time após ser indiciado por violência doméstica

Jeff Gladney foi selecionado na 31ª escolha geral do Draft de 2020 e foi titular do Minnesota Vikings em 15 partidas na temporada passada

Luís Martinelli
Jornalista, fã de esportes americanos (NFL, NHL, MLB e NBA), futebol australiano e de fantasy sports. Criador dos @BlogNEJ, @BrasilFooty e @ViciadoFSports

Crédito: Divulgação/Minnesota Vikings

O Minnesota Vikings anunciou nesta terça-feira (3) o corte do Cornerback Jeff Gladney logo após o indiciamento por violência doméstica.

“Seguindo nossa análise da acusação de hoje contra Jeff Gladney, decidimos cortar Jeff imediatamente. Como dissemos anteriormente, levamos essas questões muito a sério e condenamos todas as formas de violência doméstica. Devido à natureza legal desse assunto, não podemos fornecer comentários adicionais”, diz a nota divulgada no site dos Vikings.

Só para ilustrar, Gladney foi acusado de violência doméstica de terceiro grau. Segundo a denúncia, o jogador bateu em sua namorada com os punhos fechados, sufocando-a e, logo em seguida, puxando-a pelo cabelo tentando segurá-la quieta para fazer o ID facial (do iPhone) funcionar no dia 2 de abril.

Sendo assim, a franquia aguardava uma decisão do tribunal para dispensar o corner.

Jeff Gladney, de 24 anos, iria para a sua segunda temporada na NFL. Anteriormente, Gladney foi recrutado na 31ª escolha geral do Draft de 2020 pelo Minnesota Vikings. Ele jogou todas as 16 partidas da temporada regular, sendo titular em 15 delas. Por fim, o Cornerback terminou aquele ano com 81 tackles, sete tackles para perda de jardas, três passes desviados e um fumble forçado.

LEIA MAIS

NFL: Richard Sherman é preso por violência doméstica e tem fiança negada