Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Daniel Alves critica campo, elogia atuação da Seleção e projeta final dos Jogos Olímpicos

Lateral-direito e capitão da seleção brasileira ressaltou que time comandado por André Jardine precisa “manter o foco, a concentração” e disse que será “difícil”

Rafael Brayan
Estudante de jornalismo. Colaborador especialista e editor-plantonista do Torcedores.Twitter: @rafaelbrayan_

Crédito: Lucas Figueiredo/CBF

A seleção olímpica do Brasil está na final do futebol masculino dos Jogos Olímpicos pela terceira edição seguida. No início da manhã desta terça-feira (3), o time comandado por André Jardine empatou após 120 minutos de confronto contra o México e precisou da disputa por pênaltis para garantir a classificação para a decisão e, assim, uma medalha de prata ou ouro em Tóquio.

Mercado em CASA

Clique aqui para ter 50% off!


LEIA MAIS:

+ Mercado da bola: Veja 10 negociações que podem ser concretizadas nesta semana

+ Abel na França, Falcao na Série A e Vargas no Fla: veja tudo que rolou no futebol


Na saída de campo, o lateral-direito e o capitão Daniel Alves elogiou a atuação da seleção olímpica apesar do empate e criticou o estado do gramado no estádio japonês. O atleta do São Paulo ainda ressaltou que o Brasil mereceu a classificação na final dos Jogos Olímpicos.

“Para uma equipe como a nossa, que propõe o jogo, um campo irregular assim (atrapalhou), tem que dar um toque a mais na bola, a condução foi atrapalhada. Tivemos chances de ganhar o jogo, mas não foi possível. Acho que o destino queria que fosse desse jeito. Respeito muito a equipe do México, gosto muito. Mas só pôde passar um e, felizmente, foi a gente”, afirmou Daniel Alves.

“O México é um adversário que a gente respeita muito, pela escola de futebol, como luta nos jogos. Já sofremos com esse adversário. Mas esse é o futebol. Tivemos uma atuação muito boa, sofremos quando tivemos que sofrer, mas acredito que merecemos estar nessa final”, completou.

A seleção olímpica agora espera o vencedor de Japão e Espanha para descobrir quem será o adversário na decisão. A grande final acontecerá no sábado, às 8h30 (no horário de Brasília), e poderá ser mais um título na carreira de Daniel Alves, que projetou um duelo difícil contra os japoneses ou os espanhóis.

“Falta um (jogo). Temos que manter o foco, a concentração. É muito difícil ganhar os jogos enfrentando adversários tão diferentes. Isso exige uma adaptabilidade muito grande. Temos um estafe que controla muito bem isso, que passa as informações, tem dado resultado. Só falta mais um passo”, concluiu Daniel Alves.