Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Algoz do Brasil e goleador no Napoli: quem é Victor Oshimhen

Nigeriano é a maior contratação napolitana e algoz do Brasil em Copa do Mundo

Guilherme Lopes
Estudante de Jornalismo, apaixonado pelas estatísticas do bom jogo. Vivo e penso sobre futebol o dia todo.

Crédito: Reprodução: Twitter/Oshimhen

Nesta quinta-feira (24), o Napoli goleou a Sampdoria fora de casa por 4×0, com a vitória segue liderando o Campeonato Italiano. Além do bom momento da equipe, o que também chama atenção é a atuação de Victor Oshimhen, autor de dois gols na partida. São 5 gols nos últimos três jogos.

Com apenas 22 anos e ainda um pouco desconhecido, Oshimhen já tem história por vários cantos do mundo. Comparado a lendas como Didier Drogba e Samuel Eto’o, o nigeriano é considerado uma das principais joias a serem lapidadas no continente africano, primordialmente na Nigéria.

Início

O “bum” na carreira aconteceu quando ainda estava nas categorias de base, atuando no futebol nigeriano. Em 2015, a Nigéria chegou para disputa da Copa do Mundo sub-17. Longe de ser considerada uma das favoritas a conquista do torneio, a seleção africana surpreendeu a todos. Com o melhor ataque e melhor defesa do torneio, chegou à final contra outra seleção a de Mali, vencendo por 2×0 e levantando a taça.

Para os torcedores brasileiros, a Nigéria também ficou marcada na memória, afinal, nas quartas de final as duas seleções se enfrentaram. O Brasil mesmo com nomes conhecidos como Militão e Andrey não foi páreo para os africanos, com direito a gol de Oshimhen na “goleada” por 3×0. Além do título, o nigeriano ainda terminou como artilheiro da competição marcando 10 gols em 7 jogos.

As boas atuações na Copa do Mundo, lhe renderam uma contrato no Wolfsburg, entretanto, com apenas 17 anos e sem experiência no futebol europeu acabou não rendendo o esperado.

Bélgica e França

Primeiramente chegou ao Charleroi buscando uma afirmação no futebol europeu, aos 18 anos de idade. Mesmo em um novo país e ainda jovem, não demorou para deslanchar na Bélgica, marcando incríveis 19 gols e terminando na terceira colocação da artilharia do campeonato.

Em seguida, o treinador Christophe Galtier buscava um atacante de referência para o Lille, enxergando potencial em Victor Oshimhen. Novamente em um novo país, o atacante surpreendeu pelo seu desempenho, mostrando um grande faro de gol. Foram 18 gols em 38 jogos, números que acabaram prejudicados por causa da interrupção da Ligue 1, devido a pandemia.

Maior contratação do Napoli

Após duas grandes temporadas no futebol europeu, mas ainda em clubes de menos expressão, o Napoli investiu pesado na contratação do nigeriano. Em 2020, a equipe italiana pagou uma bagatela de 80 milhões de euros (R$ 490 milhões na época), sendo a maior contratação da história do clube.

A expectativa em torno de Oshimhen era gigantesca, mas novamente o jogador atuava em um novo país, com outro estilo de jogo. Ao mesmo tempo, o Napoli passava por uma enorme pressão com o treinador Gennaro Gattuso. Foram 30 jogos, 10 gols e 3 assistências na temporada 20/21. Apesar de marcar 1 gol a cada 3 jogos, os números ainda eram baixos para o esperado.

Nessa temporada, uma nova oportunidade para o nigeriano deixar seu extinto artilheiro fluir e até o momento vem correspondendo. São 5 jogos e 5 gols, sendo o goleador do time na temporada com uma titularidade absoluta.

Do mesmo modo, na Seleção da Nigéria, não vem sendo diferente, artilheiro da Copa das Nações Africanas com 6 gols em 6 jogos, e marcando também nas Eliminatórias. A sua seleção é tida como uma das potências do continente para a Copa do Mundo.

Oshimhen tem a vantagem de ter um ótimo porte físico com 1,86m de altura, usando seu corpo para ganhar na disputa com os zagueiros. Além disso, consegue se posicionar muito bem e conta com uma finalização de “matador”. Sendo assim, Victor Oshimhen tem tudo para seguir evoluindo e se tornar referência na sua posição.

LEIA TAMBÉM

Liga Europa 21/22: 10 jovens jogadores para ficar de olho

Champions League 21/22: 10 jovens jogadores para ficar de olho