Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Cabem no seu time? Veja a situação dos 5 brasileiros que podem deixar clube chinês em crise financeira

Clube pode ir à falência

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016, radialista na Paiquerê 91,7.

Crédito: Divulgação/Guangzhou Evergrande

A crise financeira que abateu o mundo financeiro por conta da empresa chinesa Evergrande pode ter reflexo no futebol chinês e brasileiro. Isso porque a empresa é dona do Guangzhou Evergrande, que pode ir à falência e fechar as portas, mesmo sendo o  maior campeão nacional e um dos maiores clubes do país.

Por lá, cinco brasileiros estão no elenco e podem voltar ao Brasil em caso de fracasso na busca pela retomada do clube. Mas qual é a situação de cada um? O Torcedores responde:

Fernandinho – Atacante – 28 anos

O menos conhecido dos cinco, Fernandinho foi revelado pelo Atlético Sorocaba, passou pelo Flamengo e pelo Madureira, mas fez carreira fora do país.

Passou pelo Chongqing Dandai e pelo Hebei China Fortune antes de assinar com o Guangzhou Evergrande. Tem apenas um jogo em 2021 e é quem menos tem espaço. Seu contrato vai até junho de 2023 e sua liberação não deve ser dificultada. Tem valor de 1,8 milhão de euros.

Ricardo Goulart – Atacante – 30 anos

Com passagens no Brasil por Internacional, Cruzeiro e Palmeiras, sendo ídolo e bicampeão brasileiro pelo clube mineiro, Goulart é o mais famoso dos cinco brasileiros. Sofreu com lesões nos últimos anos, mas recuperou o bom futebol em 2021 e tem números que chamam a atenção. São sete gols e duas assistências em 13 jogos.

Seu contrato vai até junho de 2023 e por ser encarado como uma lenda do clube chinês pode ter sua saída um pouco mais complicada. Seu valor de mercado é de 6 milhões de euros.

Elkeson – Atacante – 32 anos

Ex-Vitória e Botafogo, Elkeson é mais um a ser considerado uma lenda do futebol chinês, tendo defendido também com sucesso o Shangai SIPG. Em sua condição, pode seguir na China, mas em outro clube. Isso porque Elkeson é jogador da seleção chinesa e se prepara para a disputa das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022.

Seu contrato também vai até junho de 2023 e seu valor de mercado é de 4 milhões de euros. Na temporada, tem mais participações em gols do que jogos: são 11 gols e três assistências em 13 partidas.

Alan – Atacante – 32 anos

Mais um a fazer parte do selecionado chinês, o atacante ex-Fluminense é mais um que fez carreira fora do país. Teve sucesso na Áustria, mas logo foi à China e tem se destacado. Além do Guangzhou, defendeu ainda o Tianjin Tianhai e o Beijing Guoan.

Nesta temporada tem 12 jogos, três gols e cinco assistências, sendo o principal garçom do time. Tem o contrato mais longo, até dezembro de 2023, mas tem o menor valor de mercado entre os citados até agora, valendo 1,5 milhão de euros.

Aloísio – Atacante – 33 anos

O mais velho entre os citados, mas também parte da seleção chinesa, Aloísio, conhecido no Brasil como “Boi Bandido”, fez sucesso no São Paulo e a torcida não esconde sua admiração pelo atleta. Pode seguir na China por conta da seleção, mas não seria contrário a um retorno ao Brasil.

Tem o contrato mais curto entre todos, até dezembro de 2022, e valor de mercado de apenas 200 mil euros, sendo o mais acessível entre todos. Na temporada disputou nove jogos e marcou três gols.

Leia também:

Siga o autor

Instagram

As melhores notícias de esportes, direto para você