Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Young Boys vira no fim e vence Manchester United de CR7 na Champions

Young Boys conseguiu uma virada espetacular no último lance de jogo diante do Manchester United que marcou com CR7, mas teve um expulso

Fabrício Carvalho
Jornalista formado / Rio de Janeiro. Redator de notícias, artigos e relatos sobre futebol nacional e internacional, basquete e esportes americanos.

Crédito: Divulgação / UEFA

Young Boys Young Boys 2-1 Manchester United Manchester United
UEFA Champions League 2021/22 - 1ª Rodada (Grupo F)

Em jogo bem movimentado disputado no Wankdorf Stadion, o Young Boys virou sobre o Manchester United no fim por 2 a 1 e conquistou uma histórica vitória na abertura da Champions League 2021/22.

Cristiano Ronaldo foi às redes no primeiro tempo aproveitando cruzamento de Bruno Fernandes, principal jogador pelos Red Devils nesta partida. No entanto, a situação foi modificada depois que Wan-Bissaka foi expulso e deixou o United com um jogador a menos.

Desde o final do primeiro tempo até o restante da partida, o Young Boys controlou as ações e buscou o empate com Ngamaleu. O time da casa buscou a virada até o fim e exigiu boas defesas do goleiro De Gea, mas o time suíço não desistiu e buscou a virada Siebatcheu aos 50 do segundo tempo.young-boys-united-14-09-2021

O Young Boys voltará a campo no dia 19 para enfrentar o Solothurn pela Copa da Suíça. O Manchester United terá pela frente o West Ham fora de casa na Premier League (19/09, 10h).

Primeiro tempo

Com a estratégia de explorar os contragolpes, o Young Boys conseguiu incomodar o Manchester United desde o início, principalmente na região do funil, na entrada da área.

Os Red Devils chegaram pela primeira vez aos 4′ no flanco esquerdo com Bruno Fernandes, sendo parado por Martins em jogada perigosa.

Aos 10′, o português novamente foi responsável por criar jogada e encontrou Sancho na área. Garcia cortou parcialmente e Ngamaleu completou. O contra-ataque foi armado, mas Van de Beek cortou.

Depois de algumas chances desperdiçadas pelas duas equipes, Cristiano Ronaldo apareceu e colocou o jogo em outro patamar. Bruno Fernandes cruzou pela esquerda de fora e CR7 surgiu com liberdade na área para bater rasteiro. Von Ballmoos não defendeu e o placar foi aberto aos 13 do primeiro tempo.

O United seguiu buscando alternativas. Bruno Fernandes e Luke Shaw tabelaram na entrada da área e Fred foi acionado. Só que o brasileiro estava impedido.

Aos 21, o Young Boys voltou a ser protagonista. Maguire teve que se esforçar para cortar o cruzamento de Hefti. No primeiro escanteio para o time da casa, Sierro escorou e Elia teve condições de concluir, parando no corte de Lindelof.

Cristiano Ronaldo teve a segunda chance de marcar depois de Wan-Bissaka cruzar alto buscando a jogada aérea. Mas o goleiro desta vez fez a leitura da jogada e se antecipou.

O cenário da partida seria modificado consideravelmente a partir dos 35′. Wan-Bissaka deu entrada firme no joelho de Martins e acabou recebendo o cartão vermelho direto. O lance forçou Ole Gunnar Solskjaer sacrificar Sancho para colocar Dalot na recomposição defensiva.

Até o fim do primeiro tempo, apenas o Young Boys chegou perto. Aos 38′, Fassnacht recebeu com liberdade dentro da área e bateu de primeira. A bola passou muito perto do gol. No lance final, Fassancht cruzou na área e Burno Fernandes cortou no momento certo..

 

Segundo tempo

Varane entrou no lugar de van de Beek pelo United na volta do intervalo, enquanto o norte-americano Siebatcheu foi acionado no lugar de Sierro, buscando reforçar o setor ofensivo.

A intensidade diminuiu com um Manchester United mais defensivo, apostando na velocidade dos contra-ataques pelos lados buscando o cruzamento certeiro para Cristiano Ronaldo definir.

Com as chances cada vez mais raras, Cristiano Ronaldo demonstrou irritação aos 12′ com o árbitro. Bruno Fernandes cruzou na área e o português reclamou de pênalti do jogador Camara.

O Young Boys aumentou a pressão nos minutos seguintes. Garcia tentou chute de fora da área e achou espaço, mas a bola bateu no companheiro de equipe. Em seguida, Aebischer chegou novamente no terço final do campo e cruzou buscando Siebatcheu, mas Varane tirou.

Após bastante pressão, o Young Boys enfim empatou o jogo. Garcia tentou chutar e foi bloqueado. Hefti aproveitou a sobra e trouxe pela direita, cruzando rasteiro para Ngamaleu finalizar na ponta do pé e bater no contrapé do goleiro De Gea.

Ole Gunnar Solskjaer foi ousado aos 27′ ao substituir Cristiano Ronaldo para acionar Lingard. Matic também entrou na saída de Bruno Fernandes. Até ceder o empate, o United não havia finalizado no segundo tempo.

Pogba até tentou construir uma chance de gol ao vencer Martins na marcação e conseguir uma falta. Dalot cobrou, mas Lindelof não alcançou e a zaga antecipou.

Nos minutos finais, apenas o Young Boys atacou e De Gea teve que salvar o Manchester United na finalização de Lauper, chutando de fora da área.

Mas o gol da virada finalmente saiu, nos acréscimos. Lingard errou o passe dentro do campo defensivo e Siebatcheu apareceu no momento certo para aproveitar o momento oportuno, se infiltrar no centro da área e vencer o goleiro De Gea, para o delírio do Wankdorf Stadion.

 

FICHA TÉCNICA
YOUNG BOYS 2-1 MANCHESTER UNITED

Data: 14/09/2021, 13:45
Estádio: Wankdorf Stadion
Árbitro: Francois Letexier (França)

Gols: 1T 13” Cristiano Ronaldo (Man.United); 2T 21′ Ngamaleu (Young Boys); 2T 50′ Siebatcheu (Young Boys)

Substituições – Y.Boys: Siebatcheu (Sierro); Rieder (M.Pereira); Sulejmani (Hetfi); Kanga (Elia); Zesigner (Lauper)

Substituições – Man.United: Dalot (Sancho); Varane (Van de Beek); Lingard (Cristiano Ronaldo); Matic (B.Fernandes); Martial (Fred)

Young Boys (4-2-3-1): David von Ballmoos; Silvan Hefti, Mohamed Ali Camara, Sandro Lauper, Ulisses Garcia; Vincent Sierro, Christopher Martins Pereira; Christian Fassnacht, Michel Aebischer, Nicolas Moumi Ngamaleu; Meschak Elia.

Manchester United (4-2-3-1): David de Gea; Aaron Wan-Bissaka, Victor Lindelof, Harry Maguire, Luke Shaw; Paul Pogba, Fred; Jadon Sancho, Bruno Fernandes, Donny van de Beek; Cristiano Ronaldo.

LEIA TAMBÉM

Decisivo na vitória sobre o Palmeiras, Michael exalta força do elenco do Flamengo

Freguesia? Flamengo mantém domínio em duelos recentes contra o Palmeiras; veja números

Cano não crava renovação com o Vasco, mas afirma: “Estou 100% pensando no acesso”

Jornalista detona Palmeiras após derrota para o Flamengo: “carta fora do baralho”

Eriksen não é inscrito pela Inter de Milão na fase de grupos da Champions

TNT Sports contrata ex-Globo e mais seis profissionais para Champions League

David Luiz relembra frase marcante da Copa e avalia: “Aqui não vai ser diferente”

Neto aponta “chocolate” do Flamengo contra o Palmeiras e ironiza sobre Abel Ferreira