Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Espelho para o Newcastle: Quem o Manchester City contratou no primeiro ano como ‘novo rico’ da Premier League?

O Manchester City contratou muito, assim como deve fazer o Newcastle

Wagner Moreira
Formado em audiovisual, jornalista e analista de mídia. Sou apaixonado por futebol, basquete e automobilismo. Comecei minha carreira escrevendo sobre música e cobrindo eventos culturais, o torcedores.com é a possibilidade de falar sobre os esportes que cresci assistindo e que fazem parte da minha vida.

Crédito: Divulgação/Manchester City

Em 2008, o Manchester City se tornava o novo rico do futebol mundial, um concorrente em contratações e também para títulos na Premier League.

O processo de crescimento do time da uma ideia do que pode vir acontecer com o Newcastle, que começará a ter dinheiro dos seus novos donos a partir da próxima janela.

Campeonato Inglês 2021/22

Confira a classificação atualizada

O City teve um primeiro ano de erros e acertos, com contratações badaladas e algumas apostas que deram muito certo.

Brasileiros decepcionam o City

Robinho foi a primeira grande contratação da nova era, vindo do Real Madrid, o atacante estava quase certo com o Chelsea, mas os novos ricos da Premier League viram a chance de mostrar força e cobriram a proposta do time londrino.

A relação entre clube e jogador foi conturbada, com Robinho entregando muito pouco dentro de campo.

Depois de uma temporada e meia, o brasileiro voltou por empréstimo para o Santos, sendo vendido posteriormente para o Milan.

O atacante foi mais uma contratação que parecia ter futuro promissor, porém, não teve muitas oportunidades.

A promessa do Corinthians era um dos grandes jogadores do CSKA e chegou ao City por 24 milhões de euros.

Infelizmente Jô quase não jogou, sendo emprestado para o Everton, Galatasaray, até voltar ao Brasil, no Internacional.

Pacotão do Chelsea

Além do chapéu por Robinho, três jogadores do Chelsea desembarcaram no lado azul de Manchester, o zagueiro Ben Haim, o lateral Wayne Bridge e o atacante Shaun Wright-Phillips.

Foi a segunda passagem de Wright-Phillips pelo City, ao todo, o jogador teve 268 jogos e 48 gols pelo clube.

Jogadores históricos

A história de Zabaleta e Kompany no clube, também teve inicio com a mudança de patamar e de investimentos do City.

O argentino veio do Espanyol e o zagueiro belga do Hamburgo, ambos tiveram papel importante no que se tornou os Cityzens hoje.

Goleiro do Newcastle e outras contratações de impacto

O goleiro Shay Given chegou, vindo do Newcastle, para ser o dono da posição, mas foi superado aos poucos por Joe Hart.

Craig Bellamy veio do West Ham, o jogador teve lampejos, mas pouca sequência no time titular.

Os Cityzens também tiveram Nigel de Jong em sua primeira rica formação, o jogador foi importante para mudança de patamar do City nos quase 3 anos que esteve por lá.

Foram no total 137 jogos pelo clube, até ser vendido para o Milan.

LEIA TAMBÉM

Brasileirão: Confira a classificação atualizada após os jogos de hoje (17)

Alisson aponta vitória como “recomeço” do Grêmio, elogia Mancini e se encanta com a torcida: “Que continue assim”

Newcastle pode se tornar o próximo PSG? Confira todos os detalhes sobre a compra do time inglês

Irmã de Neymar ironiza Galvão Bueno após grande atuação do camisa 10: “Microfone desligado”

Giroud ataca imprensa francesa por desentendimento com Mbappé

Gigante do Brasileirão se manifesta sobre possibilidade de ser comprado por dono do Newcastle