Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Palmeiras vence Flamengo com Deyverson decisivo e é tricampeão da Libertadores

Palmeiras conquistou o tricampeonato da Libertadores após gol decisivo de Deyverson, o herói improvável na decisão diante do Flamengo

Fabrício Carvalho
Jornalista formado / Rio de Janeiro. Redator de notícias, artigos e relatos sobre futebol nacional e internacional, basquete e esportes americanos.

Crédito: Conmebol Media

Palmeiras Palmeiras 2-1 Flamengo Flamengo
Conmebol Libertadores 2021 - Final

Em final decidida na prorrogação, o Palmeiras venceu o Flamengo por 2 a 1 neste sábado (27) e conquistou o tricampeonato da Conmebol Libertadores.

Os primeiros 45 minutos ficaram marcados por um roteiro dos sonhos para o Palmeiras de Abel Ferreira, que logo abriu o placar com Raphael Veiga aproveitando-se dos problemas de transição defensiva do Flamengo. O rubro-negro também teve algumas chances de perigo e Arrascaeta foi o melhor em campo na equipe de Renato Gaúcho, mas o ímpeto criativo estava deficitário.

Na segunda etapa, o Palmeiras manteve a estratégia e tentou novamente uma arrancada em velocidade para encaminhar a vitória, mas o Flamengo voltou mais criativo e acumulou chances de perigo até Gabigol receber um ótimo passe de Arrascaeta e vencer o goleiro Weverton.

Até os acréscimos do segundo tempo, o Flamengo conseguiu ser mais incisivo e Michael teve uma oportunidade espetacular diante de um Palmeiras mias nervoso em campo após sofrer o gol de empate, mas o alviverde conseguiu suportar a pressão e a decisão foi para a prorrogação.

O Flamengo se lançou todo para o ataque na reta final e atacantes como Vitinho e Pedro foram acionados, enquanto Felipe Melo foi acionado pelo lado do Verdão. Nos minutos finais, o rubro-negro tentou todos os métodos possíveis para buscar o gol

Primeiro tempo

Abel Ferreira não surpreendeu na escalação, mas o comportamento tático do Palmeiras mostrou que a equipe não entrou em campo com dois, mas três jogadores fazendo papel de zagueiros, alternando entre o 5-3-2 e o 5-4-1. Enquanto isso, o Flamengo entrou no “papel” com 4-4-2, mas jogou mais no 4-2-3-1.

Com a bola, o Flamengo tentou ir para cima desde o início e Bruno Henrique foi responsável pela primeira jogada de perigo, chegando pela esquerda e cruzando para Gabriel, mas Weverton conseguiu defender com segurança e iniciou o contra-ataque do Palmeiras que terminou em Rony chutando rasteiro e a zaga do Flamengo desviando.

A estratégia do técnico alviverde acabou sendo bem sucedida com apenas 4 minutos. Aproveitando-se da frágil transição defensiva do rubro-negro, Mayke recebeu lançamento longo de Gustavo Gómez pela direita e cruzou na área para Raphael Veiga receber com total liberdade e bater de primeira.

Tentando responder imediatamente, o Flamengo viu o Palmeiras ter outra chance perigosa logo em seguida com Dudu disparando pela direita e cruzando rasteiro buscando Rony, mas Rodrigo Caio salvou o rubro-negro e interceptou o passe.

No restante do primeiro tempo, o rubro-negro começou a ter mais tempo de posse de bola e tentou buscar espaços para construir as jogadas. Uma grande oportunidade surgiu aos 16′ com Bruno Henrique invadindo a área e deixando Luan para trás. O atacante foi desarmado por Mayke que tirou o perigo.

Gabriel também chegou com perigo aos 18′ aproveitando grande cruzamento de Arrascaeta pela direita, mas o atacante errou o alvo na cabeçada e jogou para fora.

A estratégia de Abel seguia dando certo e o Flamengo ficou diversos minutos sem conseguir finalizar. Foi justamente o Verdão quem voltou a chegar com perigo aos 28′ com Raphael Veiga cruzando na área e Rodrigo Caio quase marcando contra no corte providencial. Logo em seguida, Filipe Luís sentiu lesão e Renê entrou.

Raphael Veiga teve outra chance de marcar seu segundo gol carregando pela esquerda e arriscando de fora, mas o chute saiu fraco e Diego Alves defendeu.

Antes do intervalo, Weverton teve que trabalhar firme na melhor jogada do Flamengo no primeiro tempo. Aos 42′, Gabriel, Bruno Henrique e Arrascaeta trabalharam muito bem e o uruguaio finalizou dentro da área com perigo, mas o goleiro do alviverde defendeu firme.

 

Segundo tempo

As duas equipes voltaram sem alterações para o segundo tempo, mas o Flamengo conseguiu duas enormes chances em sequência e fez uma alteração tática, adotando de vez o 4-4-2 e não mais com o 4-2-3-1. No primeiro lance, Luan errou e Gabriel carregou a bola pela direita na velocidade, mas foi travado por Gustavo Gómez e Danilo na tentativa da finalização.

Na cobrança de escanteio, Arão desviou de cabeça na primeira trave e ajeitou na medida para Gabriel concluir na pequena área, mas o atacante não alcançou a bola e desperdiçou outra enorme chance.

Tentando responder na mesma medida, o Palmeiras conseguiu aos 7′ uma jogada de extremo perigo aproveitando-se dos espaços cedidos. Rony bateu na entrada da área com muito espaço e ajeitou para bater firme e parar em grande defesa de Daniel Alves para evitar que a bola fosse no ângulo esquerdo.

Na cobrança de falta aos 10′, o Flamengo voltou a chegar com perigo. Éverton Ribeiro cobrou de muito longe e jogou na área pela direita onde David Luiz deixou Piquerez para trás, fez a infiltração e bateu de primeira, mas Weverton salvou em outra grande defesa.

Aproveitando-se das linhas muito baixas do adversário, o rubro-negro foi para cima com mais criação e quase empatou novamente aos 15′. Depois de Gabriel chutar cruzado e Gustavo Gómez desviar, Andreas Pereira cobrou escanteio e Bruno Henrique, desmarcado dentro da área, testou firme e a bola passou ao lado da trave esquerda.

O Palmeiras tentou responder com Dudu cruzando para Rony em outra jogada de velocidade. Na finalização, a bicicleta saiu fraca e Diego Alves defendeu tranquilo. Logo após o lance, Renato Gaúcho mexeu para tirar Éverton Ribeiro e acionar Michael.

Aos 20′, o Palmeiras tentou chegar novamente com perigo aproveitando-se de alguns espaços e Dudu carregou até a linha de fundo pela direita onde cruzou e tentou achar Rony, mas David Luiz cortou. Na sequência, o rubro-negro arrancou no contra-ataque e Michael tocou pela primeira vez na bola pelo meio-campo, sendo derrubado por Piquerez.

Um dos melhores jogadores da partida, Danilo acabou deixando o campo aos 25′ e Patrick de Paula foi acionado na troca de volantes, indicando que Felipe Melo realmente não estava em condições físicas ideais. Logo na primeira intervenção, deu um passe sensacional para Veiga receber no meio e acionar Dudu pela direita com liberdade, mas o chute acabou saindo por cima do gol.

Apesar de Michael ter entrado, o responsável pelo gol de empate do Flamengo foi Gabriel, o Gabigol, cada vez mais ídolo do rubro-negro. Arrascaereta deu um ótimo passe, girando na entrada da área e Gabriel avançou pela direita para bater cruzado e acertar o canto direito de Weverton, levando à loucura a torcida no Estádio Centenário.

Abel Ferreira mexeu com Wesley entrando no lugar de Dudu, atacantes com características diferentes no ataque. No Flamengo, Matheuzinho substituiu Isla. Pouco tempo depois, Zé Rafael sentiu lesão e também teve que deixar o campo para a entrada de Danilo Barbosa.

O cenário do final do jogo ficou marcado por um Flamengo adiantando as linhas e pressionando o Palmeiras desde a saída de jogo. E aos 40′, na transição ofensiva, Arrascaeta deu uma tapa espetacular na bola para Michael receber na direita e deixar Piquerez para trás para girar, encher o pé e bater firme em chute cruzado que por muito pouco não deu o título continental para o rubro-negro naquele momento, na última grande chance do tempo regulamentar.

Prorrogação

Os dois técnicos fizeram alterações antes da prorrogação. Kenedy entrou no lugar de Bruno Henrique pelo Flamengo e Deyverson substituiu Raphael Veiga no Palmeiras.

Diferentemente do segundo tempo, o rubro-negro voltou com marcação em bloco baixo e o Palmeiras acabou percebendo, pressionando a saída do Flamengo com jogadores espetados na grande área. Na primeira chance, Patrick de Paula arriscou de fora mas acabou isolando. Só que o Verdão acabou chegando ao segundo gol aos 4′ com um roteiro inusitado.

No campo defensivo, David Luiz tocou para trás e Andreas Pereira acabou errando fatalmente no domínio da bola. Deyverson aproveitou a tomada re bolada e ficou no 1v1 contra Diego Alves que tentou defender, mas não conseguiu e a bola morreu nas redes para emocionar o atacante do Palmeiras.

A situação novamente se inverteu e o Flamengo partiu novamente para cima buscando outro empate diante de um Palmeiras mais organizado. Michael driblou vários marcadores na linha de fundo mas não encontrou espaço. A finalização ocorreu com Gabriel recebendo na entrada da área em passe de Arrascaeta mas finalizou por cima do gol de Weverton.

Os comandados de Abel Ferreira conseguiram controlar a situação do tempo inicial da prorrogação e o Flamengo não finalizou mais no alvo, com a chance final sendo de Matheuzinho em chute cruzado para fora. Para o segundo tempo, Gabriel Menino entrou no lugar de Mayke no Palmeiras.

Na primeira bola levantada, Gustavo Gómez afastou o perigo na área. Em seguida, foi a vez de Matheuzinho cruzar buscando Gabriel dentro da área, mas o atacante não conseguiu finalizar.

Como esperado, o rubro-negro se lançou ainda mais ao ataque com Vitinho e Pedro sendo acionados por Renato Gaúcho nos lugares de Arrascaeta e Andreas Pereira. Do outro lado, Abel Ferreira surpreendeu e chamou Felipe Melo, que substituiu Piquerez.

Já aos 10′, Patrick de Paula teve chance de arrancar no contra-ataque mas acabou desperdiçando. O Flamengo tomou a bola e tentou trabalhar, mas Kenedy chutou de fora da área e isolou.

Pedro, um dos atacantes mais decisivos do Brasil, teve sua chance aos 12′ em finalização na entrada da área batendo colocado, mas a bola passou à direita.

No momento final, mas Matheuzinho jogou a bola na área e cobrou escanteio que tinha Diego Alves dentro da área, mas a bola acabou saindo e o Palmeiras conquistou o título em decisão que foi decidida apenas na prorrogação, deixando o Flamengo com vice-campeonato e sua primeira derrota em uma final de Libertadores.

 

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 2-1 FLAMENGO

Data: 27/11/2021, 17:00
Estádio: Estádio Centenário de Montevidéu
Árbitro: Nestor Pitana (ARG)
Assistentes: Juan Bellati (ARG) e Gabriel Chade (ARG)
VAR: Julio Bascuñan (CHI)

Gols: 1T 6′ Raphael Veiga (Palmeiras); 2T 26′ Gabriel (Flamengo); 1P 4′ Deyverson (Palmeiras)

Substituições – Palmeiras: Patrick de Paula (Danilo); Danilo Barbosa (Zé Rafael); Gabriel Menino (Mayke); Felipe Melo (Piquerez)

Substituições – Flamengo: Renê (Filipe Luís); Michael (Everton Ribeiro); Vitinho (Arrascaeta); Pedro (Andreas Pereira)

Palmeiras (4-3-3): Weverton; Mayke, Gustavo Gómez, Luan e Piquerez; Danilo, Zé Rafael, Gustavo Scarpa e Raphael Veiga; Dudu e Rony. Técnico: Abel Ferreira

Flamengo (4-4-2): Diego Alves; Isla, Rodrigo Caio, David Luiz e Filipe Luís; Willian Arão, Andreas Pereira, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabriel. Técnico: Renato Gaúcho

 

LEIA TAMBÉM

Libertadores: Relembre todas as campanhas do Palmeiras na competição

Libertadores: Relembre todas as campanhas do Flamengo na competição

Prestígio: Libertadores é o torneio de maior premiação da temporada em 2021

Brasileirão Série A 2021: confira a tabela completa do campeonato

Brasileirão Série B 2021: confira a tabela completa do campeonato

Black Friday do futebol bomba na Web; veja os melhores memes;

Arrascaeta na Arábia, Luiz Adriano de saída e Soteldo na Série A: veja os rumores da semana