Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Ex-Real Madrid e sucesso na França: quem é Luis Campos, alvo do Palmeiras para 2022

Dirigente é um dos mais bem sucedidos do futebol mundial

Guilherme Lopes
Estudante de Jornalismo, apaixonado pelas estatísticas do bom jogo. Vivo e penso sobre futebol o dia todo.

Crédito: Divulgação/Losc Lille

Nesta terça-feira (16), o jornalista Alexandre Praetzel divulgou um possível interesse do Palmeiras na contratação de Luis Campos. O dirigente seria um pedido do compatriota português e treinador, Abel Ferreira. Sendo uma das premissas para renovar com o alviverde.

Campos era diretor do Lille, mas acabou deixando o clube francês em 2020. Agora sem contrato, aparece no radar de diversos clubes europeus. O torcedores.com relembra toda a trajetória de um dos principais dirigentes do futebol mundial.

Início

Em 1992, Luis Campos iniciava sua caminhada no futebol, trabalhando no Leiria de Portugal. Após várias passagens por clubes pequenos de Portugal, como diretor e olheiro, em 2003 o gajo assumiu o Gil Vicente como treinador. Por lá, quebrou um jejum de 27 jogos sem vitórias contra o Porto, logo uma das maiores potências do futebol europeu com José Mourinho no comando.

Onze anos depois, em 2012, o português é convidado por Mourinho para trabalhar como scout no Real Madrid. Apesar de atuar apenas uma temporada fez sucesso ao lado do “Special One”. O bom trabalho lhe rendeu convites na França.

Monaco

Após o Monaco ser comprado pelo russo Dmitry Rybolovlev, criou se uma expectativa que a equipe voltaria a figurar entre os gigantes da França. No entanto, a concorrência era com outro bilionário, o PSG. Campos assume a equipe como diretor, em 2013, e eleva o patamar da equipe.

Durante os quase quatro anos de trabalho, foram contratados nomes como Fabinho, Falcão, Martial, James Rodríguez, Bakayoko e Bernardo Silva, o último vindo Benfica por 16 milhões de euros, e vendido posteriormente por 60 milhões de libras (R$ 251 milhões na época). Sendo assim, Campos se tornou uma verdadeira “máquina de fazer dinheiro”.

Mbappé

Além de todas as estrelas citadas mais acima, Luis Campos foi quem descobriu a estrela Kylian Mbappé, quando ainda estava no Mônaco. Não demorou para a joia francesa “explodir” no cenário europeu, guiando o time para a semifinal da Champions League e ajudando na conquista da Ligue 1. Somado a isso, Mbappé ainda rendeu 180 milhões de euros aos cofres do clube, com sua ida ao PSG.

Apesar de todo esse sucesso no Mônaco, o dirigente acabou deixando a equipe após diversas incertezas do futuro do clube com o proprietário russo, que eventualmente se “divorciaria” da equipe, tempos depois.

Novo projeto no Lille

Em janeiro de 2017, o português assume o Lille primeiramente com o projeto de colocar a equipe novamente no radar dos grandes, algo que não alcançava desde a saída de Eden Hazard. Como diretor esportivo, a princípio o clube acabou não engrenando com Marcelo Bielsa no comando técnico.

Antes de mais nada, a equipe beirava a zona de rebaixamento, até Campos contratar Christophe Galtier. Um treinador francês respeitado por seu bom trabalho no Saint-Étienne. A equipe salta da água para o vinho rapidamente, começando a disputar competições europeias novamente.

Junto a Galtier, o dirigente monta um time base com vários nomes conhecidos como Renato Sanches, Burak Yilmaz, Victor Oshimhen e José Fonte. Na sua terceira temporada, o clube termina na segunda colocação da Ligue 1, atrás apenas do PSG.

Depois de realizar a gigantesca venda de Victor Oshimhen para o Napoli por 60 milhões de euros e mais quatro atletas, Luis Campos busca a contratação da joia canadense, Jonathan David. Com o norte-americano formando parceria ao lado de Burak Yilmaz, a equipe decola e conquista o campeonato francês, desbancando o PSG de Neymar e Mbappé.

No radar de gigantes

Logo após a venda do Lille no final de 2020, Campos acabou deixando o clube e segue especulado em diversos clubes da Europa. PSG, Real Madrid e Tottenham constantemente tem seu nome ligado ao português. Sendo assim, o Palmeiras não terá vida fácil se quiser contratar o dirigente.

LEIA TAMBÉM

Lille campeão francês: conheça a campanha do time que parou o PSG

Algoz do Brasil e goleador no Napoli: quem é Victor Oshimhen

As melhores notícias de esportes, direto para você