Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Lewandowski ainda pode conquistar o prêmio The Best e temporada pode ser marcada por dois melhores do mundo; entenda

Premiação gerou debates no mundo todo

Guilherme Lopes
Estudante de Jornalismo, apaixonado pelas estatísticas do bom jogo. Vivo e penso sobre futebol o dia todo.

Crédito: Reprodução/Twitter

Nesta segunda-feira (29), a France Football nomeou o melhor do mundo no seu prêmio ‘Ballon d’Or’, mais conhecido no Brasil como Bola de Ouro. Anunciado por Didier Drogba, o vencedor foi Lionel Messi, conquistando sua sétima Bola de Ouro e igualando Pelé, como o jogador que mais recebeu a premiação.

Por outro lado, a premiação também tinha outro nome muito comentado, Robert Lewandowski, que ficou em segundo. Para muitos, o centroavante merecia ser recompensado após a bela temporada.

Campeonato Inglês 2021/22

Confira a classificação atualizada

Agora com o prêmio da revista France Football retornando, depois da paralisação em 2020, devido a pandemia, se junta ao The Best da FIFA. Sendo assim, teremos dois prêmios para o melhor do mundo nesta temporada. Podendo haver dois vencedores, algo que não acontece desde 2004, quando Ronaldinho, ainda no Barcelona levou o prêmio da FIFA. Já a Bola de Ouro daquele ano, ficou com Andry Shevchenko, que defendia o Milan.

Apesar da diferença no sistema de votação, os prêmios acabam correspondo ao ano de 2021. Portanto, considerando a 2020/21, Lionel Messi marcou 45 gols e distribuiu 17 assistências. Porém, conquistou apenas dois títulos, sendo um de extrema relevância, a Copa América disputada no Brasil.

Enquanto o atacante polonês, acabou marcando mais gols e conquistando a chuteira de ouro. Foram 56 gols e 10 assistências. Além disso, levantou três taças, sendo uma delas a Bundesliga.

No total, desde que o prêmio da FIFA foi criado, em 1991, por sete vezes os prêmios divergiram, quanto ao vencedor. Lendas como Ronaldo, Romário e Zidane, já ficaram com “apenas” um dos dois prêmios, em temporadas que foram considerados como “melhor do mundo”.

Entre 2010 a 2015, a France Football junto a federação unificou os prêmios, se separando posteriormente. Desde então, ainda não tivemos mais nenhuma “diferença” entre os vencedores.

LEIA TAMBÉM

Neymar e Vini Jr na mira do Manchester United, Thiago Silva, Arthur Cabral no Barcelona e mais: as últimas notícias do mercado da bola internacional

Champions League 21/22: 10 jovens jogadores para ficar de olho

Champions League 21/22: 5 times para ficar de olho na competição

Decepção na Inglaterra e recomeço no Ajax: conheça Sébastien Haller, artilheiro da Champions League