Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Remo: Eduardo Baptista revela contusão de atacante e projeta retorno de dupla

Técnico estreou pelo Clube do Remo, mas não teve o resultado esperado: derrota por 1 a 0 contra o Goiás

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 28 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017). Repórter no site Torcedores.com desde 2018.

Crédito: Samara Miranda/Remo

O Clube do Remo foi derrotado, nesta segunda-feira (15), no estádio Banpará Baenão: 1 a 0 para o Goiás. O jogo marcou a estreia do treinador Eduardo Baptista, no time azulino.

De acordo com números do site Google, o Leão teve mais chutes a gol (17 a 12), trocou mais passes (404 a 240) e ficou maior tempo com posse de bola (63% a 37%).

Na avaliação do técnico remista, a derrota tem um responsável: Tadeu, goleiro do Goiás.

“A postura da equipe foi muito boa, principalmente no primeiro tempo e no retorno pro segundo tempo. Nós tivemos chances de gol”, iniciou Baptista.

“Acho que foi uma noite muito feliz do Tadeu. E o jogo, ao meu ver, é que o Remo (foi) muito superior, e a equipe do Goiás se limitou a marcar e jogar no nosso erro”, avaliou.

“Nós temos que ter mais tranquilidade na hora das conclusões, do último passe. Nós conseguimos chegar, empurrar o Goiás pra trás, mas tem que fazer o gol”, observou.

Erro individual custa caro

O gol da partida foi marcado por Alef Manga, aos 23 minutos do segundo tempo. No lance, o zagueiro Kevem tenta interceptar um passe, mas errou na hora de chutar a bola.

Com isso, o jogador do Goiás saiu livre e, frente à frente com Vinicius, balançou as redes.

Assista ao gol no vídeo abaixo:

“Nós erramos. Quando você joga com um time como o Goiás, que briga pra subir, investimento muito alto, jogadores de qualidade, e você faz o que fizemos: encurralamos eles, marcamos em cima, criamos situações de gol, você tem que marcar”, destacou Eduardo Baptista.

Contusão de atacante e retorno de dupla

O treinador azulino promoveu mudanças, depois que o Remo sofreu o gol. Uma delas foi a saída de Matheus Oliveira por Rafinha. De acordo com Baptista, a substituição teve motivos clínicos.

“Infelizmente, o Mateus (Oliveira), que vinha fazendo uma grande partida, saiu com uma dor muscular”, disse.

Baptista também disse esperar que Lucas Tocantins e Jefferson estejam disponíveis para o próximo jogo.

O Remo enfrenta o Vasco na sexta (19), às 19h, no estádio São Januário. “São dois atletas que podem nos ajudar muito. Me fortalecem nas substituições”, declarou.

Remo se aproxima da zona de rebaixamento

Esta é a quarta derrota consecutiva do Leão, na Série B. Com o resultado, o Remo segue com 41 pontos, mas caiu para o 16° lugar.

Ou seja, uma posição acima da zona de rebaixamento. O cenário é preocupante. Além do retrospecto, o time azulino viu concorrentes diretos ganharem na rodada.

O Londrina derrotou a Ponte Preta por 2 a 1 e chegou aos 41 pontos, e o Vitória goleou o Cruzeiro por 3 a 0 e chegou aos 40 pontos.

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes

“É buscar e ter a cabeça no lugar, pés no chão pra que a gente possa consiga os pontos necessários”, finalizou Eduardo Baptista.

Assista à entrevista completa do técnico do Remo, Eduardo Baptista, no vídeo abaixo:

Leia também:

Série C define quem subiu pra Série B 2022 e final

Brasileirão Série B: STJD toma decisão sobre anulação de jogo

Série B: Jogo é marcado por confusão nos arredores de estádio

Série A: comentarista crava os quatro rebaixados para a Série B 2022

Lutando contra o rebaixamento, Remo tem calendário apertado, mas Eduardo Batista não vê problemas: “tempo bom”