Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Chefe da RBR defende Verstappen e nega estratégia para eliminar Hamilton

GP da Arábia Saudita já passou, mas ainda rende polêmicas

Gabriel Rezende
Colaborador do Torcedores

Crédito: Crédito: Divulgação - @redbullracing

O GP de Jeddah está longe de acabar, principalmente pela “guerra” que envolveu Hamilton e Verstappen, Mercedes e RBR. Assim, o chefe da Red Bull, Christian Horner saiu em defesa do seu piloto após todas as polêmicas que envolveu a corrida da Arábia Saudita. Na oportunidade, o piloto britânico chegou a chamar Max de louco pelo rádio.

Dessa forma, em entrevista ao The Times, o chefe da RBR declarou: “Ele com certeza não é louco. Os dois foram estratégicos no domingo. Lewis não queria ultrapassar Max para não cruzar a linha DRS primeiro”, disse Horner sobre o GP.

Além disso, ele afirmou que a disputa pelo título é limpa, e que os dois estão no limite, por conta disso, incidentes podem acontecer. “Não foi Max quem bateu em Lewis em Silverstone. Os dois tiveram seus momentos esse ano. Ele tem disputado tudo roda a roda, mas, pelos fãs, acredito que farão uma luta limpa nesse último round, e que vença o melhor”, disse o chefe da RBR.

Para o último GP da temporada, em Abu Dhabi, Hamilton e Verstappen chegam rigorosamente empatados, com 369,5 pontos. Em suma, quem chegar na frente, é o campeão, e caso os dois não pontuem, o título é de Max Verstappen.

LEIA MAIS

Jorge Jesus fica tocado e muda pensamento sobre retorno ao Flamengo

Dirigentes do Grêmio perdem a paciência com Douglas Costa

Diego Costa quebra o silêncio e fala sobre permanência no Atlético-MG

Palmeiras lidera ranking de clubes mais populares no Google em 2021