Torcedores – Notícias Esportivas

Comentarista coloca Santos na lista de times que precisam ser vendidos: “Não tem apelo e nem força para levantar sozinho”

No quadro “Placa da Discórdia”, a maioria votou no Vasco como time brasileiro que precisa ser vendido, mas o Santos também apareceu na ‘lista’

Danielle Barbosa
Jornalista. Escrevendo para o Torcedores desde 2014.

Crédito: Reprodução/SBT

A negociação de Ronaldo Fenômeno pela compra de 90% das ações do Cruzeiro por R$ 400 milhões agitou o futebol brasileiro nessa reta final de 2021, e durante o ‘Arena SBT’ desta segunda-feira (20), os comentaristas do programa elegeram os times nacionais que precisam ser vendido. Maurício Borges, o Mano, escolheu o Santos.

Apesar do Peixe integrar a seleta lista dos clubes brasileiros que nunca foram rebaixados na história do Campeonato Brasileiro, ao lado de Flamengo e São Paulo, para o comentarista, o Peixe não tem o mesmo apelo que os rivais paulistas. “O Santos é um time que, infelizmente, não está localizado na capital paulista e não tem o apelo que os outros três da capital (Corinthians, Palmeiras e São Paulo) têm”, disse Mano, no quadro “Placa da Discórdia”.

O ex-jogador Cicinho escolheu o Vasco como time que precisa ser vendido e ainda ironizou a escolha de Mano, citando que o clube Cruzmaltino também não está localizado na capital paulista. Vale destacar que, além do ex-lateral do São Paulo e do Real Madrid, Emerson Sheik e Zé Elias também escolheram o Vasco.

Santos reforma gramado da Vila Belmiro para temporada 2022

Mano rebateu a colocação de Cicinho. “A torcida do Vasco é maior que a do Santos. O Vasco, aliás, tem a segunda maior torcida do Rio de Janeiro. O Santos, hoje, não tem força para levantar sozinho. Se você pegar os últimos jogadores que o Santos vendeu, a maior parte do dinheiro não ficou no time”, opinou.

LEIA TAMBÉM:
Premier League registra 90 casos positivos de Covid-19 em uma semana
Rafinha é do São Paulo, Grêmio acerta venda de Vanderson para o Monaco e mais: Veja as movimentações do mercado da bola no Brasil nesta segunda (20)
Neto comemora Mundial na Band e tira sarro da TV Globo: “Que delícia”
Futebol brasileiro vê faturamento despencar em quase 10 anos; receitas que eram superiores a R$ 9 bilhões hoje não chegam a R$ 4 bilhões
Principais ligas da Europa tiveram uma queda nas receitas superior a R$ 11 bilhões
Futebol profissional teve uma queda mundial nas receitas superior a R$ 28 bilhões durante a pandemia

Siga o Torcedores no Facebook para acompanhar as melhores notícias de futebol, games e outros esportes