Home Futebol Parceiro do Cruzeiro ameaça romper com clube se mudança na SAF não for aprovada

Parceiro do Cruzeiro ameaça romper com clube se mudança na SAF não for aprovada

Assembleia de sócios da Raposa votará nesta sexta-feira (17) a mudança de controle acionário do clube-empresa

Victor Martins
De Santo André-SP, formado em Jornalismo pela Unversidade Metodista de São Paulo (classe de 2010-13), trabalhando no Torcedores desde janeiro de 2016 (ou algo neste sentido). Iniciado na profissão desde meados de 2006, ao fazer a cobertura da Copa do Mundo da Alemanha para o site Abolanet. cobrindo jogos e os destaques de algumas seleções durante o evento, e posteriormente trabalhando neste até cerca de 2007. Entre os anos de 2008 e 2015, trabalhei para uma agência de notícias que produziu conteúdo para diversas páginas. Destas, principalmente a da Federação Paulista de Futebol, fazendo serviços de placar ao vivo das mais diversas competições (nacionais e internacionais) e serviços de pós-jogo focados nos clubes de São Paulo Desde 2016 venho trabalhando no Torcedores, onde venho desempenhando uma série de funções dentro do site, como setorista de clubes do futebol brasileiro e de outros esportes (MMA), além de trabalhar em várias partes do organograma da página. Atualmente, exerço trabalho na cobertura de futebol nacional e internacional, com a criação de matérias sobre clubes e jogadores, além de produção de guias de TV (onde assistir aos jogos) das partidas dos mais variados torneios no Brasil e no mundo

Nesta sexta-feira, o Cruzeiro colocará em pauta a votação para mudar a composição do controle acionário da SAF (Sociedade Anônima do Futebol) que o clube está implantando. Um dos parceiros do time na captação dos possíveis investidores já deixou seu recado quanto ao assunto.

PUBLICIDADE

Diretor da XP Investimentos, Pedro Mesquita foi ao Twitter fazer uma série de postagens nas quais afirmou que, caso não haja a aprovação de uma mudança que repasse aos interessados em investir no clube a maior porção das ações da empresa que irá gerir o futebol do clube. Embora tenha também dito que não se tratava de ‘pressão’, Mesquita deixou claro que o projeto da Raposa depende da alteração do projeto original.

“Caso o Cruzeiro não aprove a venda do controle na próxima sexta, nós da XP deixaremos o comando do processo pois seria inviável realizar uma trasação que seja interessante para o futuro do clube. Não há pressão do nosso do lado, só não há interesse de investidores pela fatia minoritária”, explicou Mesquita.

PUBLICIDADE

[DUGOUT dugout_id=”eyJrZXkiOiJoM25jb3p1aCIsInAiOiJ0b3JjZWRvcmVzIiwicGwiOiIifQ==”]

PUBLICIDADE

No projeto atual do Cruzeiro, 49% da ações seriam de investidores e os 51% restantes ficariam de posse do clube. Mas segundo os envolvidos no processo, tal composição impediria a prospecção dos interessados em investir na SAF cruzeirense, justamente por não terem o controle majoritário da empresa.

Diante de tal cenário, uma nova votação será conduzida nesta semana para definir entre os sócios se o clube manterá os 51% da empresa ou se a Raposa cederá maior controle das ações da empresa para aqueles que irão suprir financeiramente o futebol.


LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

Cabem no seu time? 5 laterais-esquerdos para ficar de olho

Palmeiras toma atitude que pode definir o futuro de Luiz Adriano

Palmeiras: Deyverson rebate ameaça de Neto e manda recado para ex-jogador

Mercado da bola: Três motivos afastam Cavani do Corinthians

PUBLICIDADE

Saiba como surgiu o hino do Cruzeiro

Cruzeiro se mostra otimista com transfer ban e estipula data para resolver problema

Cruzeiro: ‘Imparável’, Fábio deve dar pouco espaço a Jailson no gol

Mercado da Bola: Cruzeiro estuda volta de volante campeão da Copa do Brasil e outros nomes

PUBLICIDADE