Home Futebol SPFC vence o Palmeiras nos pênaltis e é campeão da Supercopa Rei

SPFC vence o Palmeiras nos pênaltis e é campeão da Supercopa Rei

Tricolor Paulista mostrou eficiência contra o Verdão na disputa por pênaltis. Goleiro Rafael foi o herói com duas defesas

Rafael Alaby
Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)
Palmeiras x SPFC se enfrentaram pela Supercopa Rei

Calleri e Gustavo Gómez em Palmeiras x SPFC. (Pedro Vilela/Getty Images)

Após empate sem gols no tempo normal, o SPFC superou o Palmeiras na disputa por pênaltis por 4 a 2, na tarde deste domingo (04), no Mineirão, e ficou com o inédito título da Supercopa Rei.

PUBLICIDADE

Primeiro tempo

O Palmeiras foi escalado pelo técnico Abel Ferreira sem surpresas. Flaco López levou a melhor na disputa por vaga no ataque.

PUBLICIDADE

No SPFC, Thiago Carpini não pôde contar com o meia Lucas, com problema muscular. Nikão foi o substituto.

O primeiro tempo foi marcado pelo equilíbrio, com os dois times buscando o ataque, mas tendo poucas chances para balançar as redes.

O Palmeiras iniciou melhor o Choque-Rei e teve a primeira grande oportunidade para abrir o placar logo aos dois minutos. Rony recebeu dentro da área, dominou a bola e emendou forte chute cruzado para grande defesa de Rafael.

Aos poucos, o SPFC passou a sair mais para o ataque, tentando achar espaços na bem postada zaga palmeirense.

PUBLICIDADE

O São Paulo tentou surpreender o rival na base da movimentação. Aos 23, Calleri ajeitou para Nikão disparar chute. A bola ainda desviou em Gustavo Gómez e parou em grande defesa de Weverton.

O Palmeiras respondeu aos 28. Rony foi lançado na ponta esquerda e cruzou para o meia Raphael Veiga, como um típico centroavante, testar para fora.

O Verdão encerrou a primeira etapa quatro cartões amarelos, incluindo o técnico Abel Ferreira. O Tricolor teve Luciano amarelado.

Segundo tempo

O SPFC voltou do intervalo com uma mudança: a entrada de Michel Araújo na vaga de Nikão.

PUBLICIDADE

O Palmeiras quase fez gol aos 13 segundos. Marcos Rocha fez lançamento, Piquerez ajeitou de cabeça e Rony chutou por cima do gol.

Aos quatro, o Verdão efetuou rápido contragolpe com Marcos Rocha pela direita. O lateral deixou com Mayke, que cruzou para Flaco López mandar chute de voleio pela rede do lado de fora.

O SPFC sofreu um duro golpe aos 13. Rafinha sentiu lesão, deixou o jogo chorando e deu lugar a Moreira.

O Palmeiras dominou as ações ofensivas na maior parte do segundo tempo. Aos 31, Mayke deu lindo drible em Michel Araújo e chutou cruzado. Moreira salvou o que seria o primeiro gol do clássico.

PUBLICIDADE

O SPFC respondeu no minuto seguinte. Weverton saiu jogando errado e Calleri chutou para o goleiro espalmar.

Aos 35, o são paulino Galoppo cobrou falta e a bola passou muito perto do gol.

O São Paulo cresceu no jogo e tentou o título ainda no tempo normal. No entanto, o cascudo Palmeiras tratou de esfriar a pressão adversária e voltou a chegar com perigo ao ataque aos 44 em chute de longe de Aníbal Moreno.

Os dois times tentaram o gol nos minutos finais, mas o empate sem gols acabou prevalecendo, forçando a disputa por pênaltis.

PUBLICIDADE

Nas penalidades, o SPFC converteu todas as cobranças, com gols de Calleri, Galoppo, Pablo Maia e Michel Araújo. O goleiro Rafael defendeu batidas de Murilo e Piquerez e deu o inédito título ao Tricolor.

Próximos jogos de Palmeiras e SPFC

O Palmeiras enfrenta o Ituano na próxima quinta-feira (08), às 21h, na Arena Barueri. Um dia antes, às 21h35, o SPFC recebe o Água Santa, no Morumbi. Ambos os jogos são válidos pela sexta rodada do Paulistão.

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial