Home Futebol Após ataques a Vinícius Júnior, Valencia inaugura mensagem contra o racismo em seu estádio

Após ataques a Vinícius Júnior, Valencia inaugura mensagem contra o racismo em seu estádio

Morcego inaugurou um banner para combater o racismo no Mestalla; jogador foi vítima do preconceito na arena esportiva

Bruno Bravo Duarte
Jornalista e editor com atuação nos portais Torcedores.com e Naspistas.com. Teve passagens por Euqueroinvestir.com, Jornal Povo, Niterói TV, Jornal A Orla e Jornal do Rock. Apaixonado por futebol e automobilismo, torcedor do América-RJ, tifosi de carteirinha e Youtuber nas horas vagas.
Vinicius Júnior - Real Madrid

Vinícius Júnior foi alvo de racismo no estádio do Valencia (Juan Manuel Serrano Arce/Getty Images)

O Valencia entrou na luta contra o racismo na La Liga e para combater o preconceito o clube inaugurou um banner gigante no estádio Mestalla, nesta sexta-feira (22). A ação está associada ao brasileiro Vinícius Júnior, que foi vítima do ódio praticado por torcedores do Morcego.

PUBLICIDADE

Com a mensagem “Lute para defender em todos os lados todas as cores”, o cartaz enaltece todas as raças e etnias que passam pelo local. Vale ressaltar que o hino do Valencia também serviu de inspiração para combater o racismo com a estrofe “Nosso Valencia Clube de Futebol luta para defender em todos os lados nossas cores”.

O clube ainda divulgou uma nota oficial para divulgar a campanha “Zero Discriminação” nos estádios da La Liga.

“Ao longo dos últimos meses, o Valencia CF assumiu um papel conscientizador, pondo em marcha a campanha Zero Discriminação”, informou o Morcego.

Vinícius Júnior foi hostilizado no Mestalla

O ataque sofrido por Vinícius Júnior aconteceu em maio do ano passado, quando o time do brasileiro, Real Madrid, enfrentou o Valencia no Mestalla. O jogo precisou ser interrompido por alguns minutos e Vini relatou que foi chamado de “macaco” por alguns torcedores do Morcego.

O clube baniu os adeptos que se envolveram nos insultos ao atacante. Vinícius Júnior levou o caso à Justiça e o seu depoimento não agradou ao Valencia, que passou a questionar o brasileiro. Para o Morcego, Vini não estava falando a verdade.

PUBLICIDADE

O jogador do Real Madrid se tornou uma referência no combate ao racismo nos estádios de futebol. Vinícius Júnior recebeu da Fifa o Prêmio Sócrates, como uma personalidade que luta por consciência social.

Vale ressaltar que o brasileiro ainda sofre com o preconceito racial nos estádios da Espanha. O jogador voltou a ser hostilizado no Mestalla neste ano, quando o Real Madrid empatou com o Valencia, em 2 a 2, no mês de março.

PUBLICIDADE