Home Futebol Luis Rosa detona atitude da CBF em coletiva de Vinícius Júnior: “Na cova dos leões”

Luis Rosa detona atitude da CBF em coletiva de Vinícius Júnior: “Na cova dos leões”

Atacante do Real Madrid se emocionou em entrevista coletiva com perguntas sobre racismo; comentarista fez críticas

Beatriz Ojeda
Ex-atleta, formada em Letras e apaixonada por esportes desde sempre. Colaboradora do Torcedores por ser o melhor lugar para aliar as duas grandes paixões.
Vinícius Júnior

Vinicius Jr durante coletiva nessa segunda-feira 25/03. Foto: Rafael Ribeiro/CBF

Na segunda-feira (25), Vinícius Júnior foi acionado pela CBF para fazer a entrevista coletiva antes da partida de Brasil x Espanha nesta terça-feira (26). Durante os questionamentos, a imprensa indagou sobre os casos de racismo sofridos pelo jogador do Real Madrid no país Ibérico. A pergunta fez com que o atacante se emocionasse e chorasse na presença dos jornalistas. Para o comentarista Luis Rosa, a entidade agiu de forma desorganizada.

PUBLICIDADE

Luis Rosa critica CBF por entrevista de Vinícius Júnior

Durante o programa Fim de Papo do Portal UOL, o comentarista esportivo acredita que a CBF teve atitude desleal, mandando Vinícius Júnior à entrevista justamente no país que frequentemente o agride. Luis Rosa foi sincero e afirmou que a entidade acionou o atacante por conta da campanha da partida antirracismo.

Luis Rosa comentou: “Mais um dia nefasto para a CBF. O Ednaldo jogou o Vinícius na cova dos leões, gente. Mais uma vez, mais um exemplo de como os jogadores acabam sendo expostos quando a CBF deveria ter dado suporte. Já que ela lançou essa campanha antirracismo, (…) um instituto sei lá o que, o Ednaldo falou que sofreu racismo naquela convocação contra os jogos contra o Senegal (…) só que ele deveria estar aí para defender jogador brasileiro, não deixar o Vinícius Júnior sozinho”.

PUBLICIDADE

O comentarista esportivo comentou que na sala de imprensa não havia um repórter negro para entender a dor do jogador. Desta forma, Luis Rosa apontou a CBF como compactuante do “marketing da dor” porque Vinícius Júnior se emocionou e chorou. Logo, o jornalista acredita que o atacante, mais uma vez, está lutando sozinho porque o Real Madrid não dá o suporte necessário, as leis espanholas também e muito menos a Confederação Brasileira de Futebol.