Home Futebol Zinho pede continuidade de meia na seleção brasileira: “Não pode ficar fora”

Zinho pede continuidade de meia na seleção brasileira: “Não pode ficar fora”

Ex-jogador vê atleta como indispensável no escrete agora comandado por Dorival Júnior e destacou como ausência fez falta anteriormente

Cido Vieira
Jornalista graduado no Centro Universitário Uninter. Trabalho no Torcedores.com desde 2017, desempenhando a função de redator. Sou setorista do futebol pernambucano em rádios locais e um verdadeiro apaixonado pelo esporte bretão.
Zinho, ex-jogador da seleção brasileira

Zinho em entrevista ao podcast "Denílson Show" (Reprodução - YouTube)

Empolgado com o início de trabalho da “Era Dorival” na seleção brasileira, o comentarista Zinho apontou alguns destaques do time nos jogos amistosos contra Inglaterra e Espanha nesta Data Fifa. Ao comentar especificamente sobre Lucas Paquetá, o tetracampeão classificou o meio-campista como nome de suma importância para a evolução da equipe.

PUBLICIDADE

No programa “ESPN FC” após o apito final do empate em 3 a 3 no Bernabéu, o ex-jogador exaltou a frieza de Paquetá na cobrança da penalidade que igualou o marcador para o Brasil já nos acréscimos, e chamou atenção para a versatilidade do atleta que atua no futebol europeu.

“O Paquetá bateu pênalti bem pra caramba. Muito calmo, um momento decisivo, e ele vai olhando para o goleiro. Pênalti à la Evair. Não é fácil”, iniciou Zinho, exaltando o meia do West Ham na sequência.

PUBLICIDADE

“O Paquetá é um baita jogador gente, pode jogar de primeiro volante, de meia avançado, não pode ficar fora da seleção brasileira. Eu particularmente, acho que ele não deveria ter deixado de ser convocado. No time dele ele jogou, com a investigação rolando. Foi um prejuízo pra gente. O Paquetá em campo melhora o nível da seleção, foi comprovado isso. Jogador maduro e completo”, complementou o ex-jogador.

Zinho não vê Casemiro fora da seleção

Ainda no programa, foi debatido se os jogadores lesionados, que ficaram fora desta Data Fifa, estariam na condição de ameaçados por conta da boa exibição de alguns substitutos. Sobre Casemiro, em específico, Zinho disse que o atleta ainda é muito importante para a seleção brasileira e não pode ser descartado, seja por conta da experiência, liderança e qualidade que pode entregar ao meio-campo canarinho.

Lesionado, o atleta do Manchester United fez sua última partida no dia 9 de março, na vitória da sua equipe sobre o Everton, pela Premier League. Por conta da lesão do atleta, Dorival Júnior acionou o jovem Pepê, do Porto.