Home Futebol Edmundo sinaliza cinco clubes ameaçados de rebaixamento do Brasileirão Série A

Edmundo sinaliza cinco clubes ameaçados de rebaixamento do Brasileirão Série A

Ex-jogador acredita que o Vasco não vai lutar contra o Z-4 durante o campeonato nacional

Bruno Romão
26 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: [email protected]
Edmundo.

Edmundo, ídolo de Palmeiras e Vasco (Reprodução)

Mesmo após a derrota do Vasco contra o Red Bull Bragantino, Edmundo segue otimista com o futuro do clube. Antes do Cruz-Maltino encarar o Fluminense, pela terceira rodada do Brasileirão, o ‘Animal’ apontou cinco clubes que, em teoria, se encontram mais ameaçados pelo rebaixamento.

PUBLICIDADE

Além de Juventude, Criciúma, Atlético-GO e Vitória, que vieram da Série B, Edmundo incluiu o Cuiabá no temido grupo. Atropelado pelo Athletico na primeira rodada, o Dourado, que afastou Deyverson, terá um difícil confronto diante do Grêmio na sequência do Brasileirão.

“Teoricamente, esse ano está mais tranquilo. Subiram para Série A quatro times menores do que o Vasco. O Cuiabá já começou sendo goleado, o Vasco ganhou do Grêmio… tem todas essas nuances.”, disse Edmundo, em live no YouTube.

PUBLICIDADE

Apesar da projeção envolvendo o Z-4, Edmundo considera que o Vasco não pode se contentar em apenas não ser rebaixado. Neste cenário, pelo investimento feito, o ex-jogador apontou que o time precisa lutar na parte de cima da tabela.

“Eu tenho certeza absoluta que o torcedor do Vasco não vai ficar contente se o Vasco não correr risco, mas ficar em 12º, 13º… e no máximo conquistar uma vaga na Sul-Americana do ano que vem. Já é alguma coisa, mas não é esse o objetivo.”, prosseguiu.

Edmundo cita trunfo no Vasco para o Brasileirão

Embora Payet seja desfalque no início do Brasileirão, Edmundo vê o Vasco preparado fisicamente para encarar os adversários. Diante de uma eventual ausência de criatividade, o ídolo do clube carioca indicou que a determinação em campo pode ser decisiva nos jogos.

“O Vasco tem dificuldades de criatividade, principalmente quando o Payet não está em campo, mas está bem preparado fisicamente. A intensidade supera as outras coisas.”, afirmou.

PUBLICIDADE