Home Futebol Flavio Prado descarta possível título de dois clubes do Brasileirão: “A gente sabe”

Flavio Prado descarta possível título de dois clubes do Brasileirão: “A gente sabe”

Jornalista não vê brecha para o Botafogo ser o campeão nacional da atual temporada

Bruno Romão
Bruno Romão atua, como redator do Torcedores.com, na cobertura esportiva desde 2016. Com enfoque em futebol brasileiro, futebol internacional e mídia esportiva, acumula experiência em eventos como Copa do Mundo e Olimpíadas. Possui diploma de bacharelado em Jornalismo pela Universidade Estadual da Paraíba.
Flavio Prado.

Flavio Prado, jornalista da Jovem Pan (Reprodução)

Triunfando diante do Flamengo, o Botafogo vem se tornando cada vez mais eficiente sob o comando de Artur Jorge. Apesar do rendimento satisfatório nos últimos jogos, Flavio Prado não acredita que o Glorioso será o grande vencedor do Brasileirão. Neste cenário, além do time alvinegro, o comunicador rechaçou o possível título do Red Bull Bragantino.

PUBLICIDADE

“Eu detesto estaduais porque criam falsas impressões. O Palmeiras e o Flamengo vão ser mais cobrados. Ainda é cedo, não está delineado o que vai ser esse Campeonato Brasileiro. Tá o Botafogo como líder, e pode voltar a ser o Bragantino. Mas a gente sabe que nenhum dos dois vai ser campeão brasileiro.”, disse Flavio Prado, no Canelada, da Jovem Pan.

Em contrapartida, Flavio Prado considera que o Atlético-MG é um sério candidato ao título do Brasileirão. Fora de casa, o Galo, mesmo sem Hulk, não teve problemas para vencer, com autoridade, o Cuiabá.

PUBLICIDADE

“O Atlético-MG, sim. Está entrando em uma linha boa de jogo rapidamente.”, prosseguiu.

Flavio Prado cobra o Flamengo

Derrotado no Maracanã, o Flamengo se encontra em estado de alerta. Como o elenco rubro-negro possui jogadores acima da média, Flavio Prado fez questão de alertar a necessidade de um melhor futebol ser apresentado em campo.

“O Flamengo tem que jogar mais do que está jogando. O ano passado foi ridículo, não dá! O Flamengo precisa render mais.”

“Todos os caras que jogam no futebol brasileiro são inferiores aos que jogam na Europa. No Flamengo, alguns foram e voltaram como o Pedro. O De La Cruz, que é ótimo, nunca teve espaço lá fora, como o Arrascaeta, por opção de carreira. Mas são jogadores acima da média. Para o futebol brasileiro, dá para fazer mais do que está fazendo. O Flamengo tem que jogar o dobro do que está jogando.”, avisou.

PUBLICIDADE